Notícias

Hackers, uma ameaça para as corporações

  por Toy Guimarães - 22/11/2018 16:26
Andrea Capecci

Andrea Capecci é diretora Regional de Tecnologia e Business Relationship Executive da Iron Mountain América Latina.

A segurança da informação tornou-se um imperativo para as corporações de todos os portes diante da necessidade de preservação de arquivos essenciais.

A ameaça de invasão de sistemas corporativos por hackers tem se tornado frequente em todas as partes do planeta. Por outro lado, novos sistemas têm garantido a tranquilidade, de maneira ágil e segura.

Em muitos casos, as corporações não estão devidamente preparadas para enfrentar esses riscos. Os ataques são conhecidos dos especialistas e chegam por meio de um email.

O procedimento se repete na maioria das companhias, com um computador infectado por malware, bloqueando o usuário de seus dados antes de se mover pela rede para assumir todo o sistema.

Com o controle dos dados da empresa, o hacker assume papel intimador, cobrando da corporação para desbloquear a interferência.

Diante desse panorama, os prejuízos podem ser incalculáveis, não apenas pelo prejuízo financeiro, mas pelo risco de vazamento dos dados sigilosos da organização. 

O fenômeno mundial também faz grandes estragos nas companhias brasileiras. Aqui, os ataques cibernéticos têm crescido, em média, 20% ao ano, com 70 mil registros em 2016, e 72% das organizações perderam acesso por dois dias ou mais.

A pesquisa 2018 IDG/Iron Mountain traz um panorama dessas ameaças a partir das companhias do setor financeiro (https://bit.ly/2udeodr). Segundo o levantamento, 65% dessas empresas admitiram experimentar um ou mais eventos de segurança cibernética, ataques de malware, fraude e/ou perda acidental de dados.

O estudo revela ainda que 22% dessas companhias sofreram um ataque de ransomware, que não foi bloqueado com sucesso. Outro dado relevante mostra que 36% das empresas pesquisadas demoraram mais de um dia para recuperar os arquivos afetados pelo ataque silencioso. 

Nos velhos tempos, a recuperação desses dados ocorria por um plano de backup. Hoje, existem processos mais eficientes e econômicos utilizando o backup em nuvem.

As organizações podem reconfigurar a sua infraestrutura de informação combinando servidores locais e servidores em nuvem. As soluções como o Cloud Backup Service e também as de Disaster Recovery garantem a recuperação do sistema por meio de um backup limpo em questão de minutos. 

O avanço dos ataques cibernéticos aponta para que todas as organizações tenham um programa de recuperação de desastres. Ele é uma ferramenta indispensável para a preservação dos ativos da empresa, apresentando a melhor relação custo-benefício.

+ Colunas

Comentários









Enquetes


Categorias

Áudios Cidades Colunas Educação Entretenimento Esportes Mensagens PodCast Polícia Política Publicidade Saúde Tempo

Rede Criativa

Mídia Notícias Rádio Hoje Brasil Repórter Hoje

Cidades

Amargosa Baixo Sul Brejões Elísio Medrado Itatim Laje Milagres Piemonte do Paraguaçú Recôncavo Baiano Salvador e RMS Santo Antonio de Jesus São Miguel das Matas Ubaíra Vale do Jiquiriçá Varzedo Vitória da Conquista e Sudoeste
Anunciar | Você Repórter | Termos de Uso | Contato | Expediente
©Copyright - Criativa On Line - Rede Criativa de Comunicação
A Força da Comunicação na Internet! 17/01/2019 01:49