Notícias

Escritora Karen Alvares fala sobre a relação das mulheres e o terror

  por Toy Guimarães - 13/11/2018 16:14
Foto: Punch! for Writers

Segundo escritora o mundo precisa de mais obras do gênero criadas por mulheres.

Em tempos de crise ou não, viver de literatura no Brasil nunca foi uma tarefa fácil. E para as mulheres que escrevem terror as portas têm se fechado ainda mais. A autora Karen Alvares  - que escreve obras de terror e suspense psicológico como a "Duologia Inverso & Reverso" e "Alameda dos Pesadelos” - sente na pele a dificuldade de provar que o Terror não é um gênero exclusivamente masculino.
 
"Escrever terror, sendo mulher, no Brasil, é uma tarefa árdua. Assim como em quase todas as atividades, para ser reconhecida como escritora de terror a mulher precisa provar três vezes que é tão capaz ou mais que qualquer homem.

Outro dia, em uma entrevista, um blogueiro perguntou a mim e a outra escritora por que o terror flui tão bem nas mãos de mulheres, desde Frankenstein, de Mary Shelley. Minha resposta fez todos rirem (de nervoso): porque a vida das mulheres é um terror constante. É o terror de se provar a cada dia, de não ser aceita, de não ser ouvida, de ser diminuída, humilhada, violentada.” -  comentou.
 
Karen, que levanta a bandeira da necessidade de temos mais obras escritas por mulheres, organizou recentemente nas redes sociais uma lista com diversas escritoras nacionais independentes de terror e suspense que se dedicam, ou que entre uma obra e outra já escreveram obras gênero. A lista das Escritoras Brasileiras de Terror, hoje conta com mais de 90 autoras. Para conferir e contribuir com ela basta acessar o link: encurtador.com.br/bMT58
 
"Às vezes a gente cansa. Desanima se esforçar tanto, trabalhar tanto, e encontrar tantas barreiras e dificuldades apenas por sermos mulheres criando terror, um gênero que injustamente ainda é visto como muito masculino. Mas o que posso dizer é: mulheres, nós precisamos da sua garra e da sua arte. Vocês são boas. Vocês têm talento e, principalmente, um ponto de vista único para contar suas histórias.

Ao mesmo tempo que apreciamos o trabalho de muitos homens, também estamos cansadas de esbarrar no mesmo ponto de vista masculino sobre o terror e o horror. O mundo precisa de mais obras criadas por mulheres.” – revela a escritora.
 
Gamer e nerd assumida, Karen reflete em seus livros a paixão pelos jogos, livros, filmes e séries de TV. Suas obras trazem a tona não só histórias que causam calafrios, mas também o lado mais profundo do ser humano, tornando fácil e prazerosa a imersão na história. Questões familiares, por exemplo, são frequentes em suas obras. Sempre se preocupando em contar histórias de maneira cativante e surpreendente a cada lançamento.
 
“Escritor, para mim, é alguém para quem a realidade não é suficiente. Claro, para a maioria das pessoas, a ficção é importante, por isso existem livros, filmes, teatro, jogos.

Mas o escritor não está satisfeito em viver no mundo real e aceitar passivamente a ficção dos outros, ele quer ser ativo nesse processo. O escritor se abriga na sua ficção, vive parte da sua vida nela” - Karen Alvares.
 
Sobre Karen Alvares

Sua carreira literária começou em 2013, como autora de mais de 35 fanfics de Harry Potter, populares até hoje. Karen publicou e autopublicou por editoras contos e livros de fantasia medieval, dark fantasy, cyberpunk, distopia e young adult.

Conquistou prêmios literários, como Celebrando Autores Independentes, da Amazon (Bienal do Livro São Paulo 2016) e #SweekStars (Sweek Brasil, conto "Nossa Senhora” na categoria História Mais Original). Karen Alvares também é membro da Associação Brasileira de Escritores de Romance Policial, Suspense e Terror (Aberst).
 
Conheça sua bibliografia, disponível em livrarias e em plataformas de autopublicação:
 
Duologia Inverso (Draco, 2015) e Reverso (Draco, 2016)

Boys Love - Meia-noite sem estrelas (Draco, 2017)

Jornada para Far Lands - uma aventura não oficial de Minecraft (Draco, 2016)

Alameda dos Pesadelos (Cata-vento, 2014), 

Dois Lados, Duas Vidas (Cata-vento, 2015)

Horror em Gotas (Independente, 2013),

Organizou a antologia Piratas (Cata-vento, 2015) e foi publicada em diversas antologias de contos das editoras Andross, Draco e Buriti, além de publicações independentes e revistas.

Prêmios literários:
 
3º Lugar – Prêmio Sesc/DF de Crônicas Rubem Braga – 2012

6º Lugar – I Concurso Feminino de Contos Dirce Doroti Merlin Clève (Menção Honrosa) – 2015

2º Lugar – II Concurso Feminino de Contos Dirce Doroti Merlin Clève – 2016

3º Lugar – Destaque como Melhor Autora de Ficção da Amazon no evento Celebrando

Autores Independentes da 24ª Bienal do Livro São Paulo – 2016

9º Lugar – III Concurso Feminino de Contos Dirce Doroti Merlin Clève (Menção Honrosa) – 2017

Concurso Literário Leia Mulheres: Histórias Vencedoras e Shortlist | Sweek (Menção Honrosa) – 2017

+ Colunas

Comentários









Enquetes


Categorias

Áudios Cidades Colunas Educação Entretenimento Esportes Mensagens PodCast Polícia Política Publicidade Saúde Tempo

Rede Criativa

Mídia Notícias Rádio Hoje Brasil Repórter Hoje

Cidades

Amargosa Baixo Sul Brejões Elísio Medrado Itatim Laje Milagres Piemonte do Paraguaçú Recôncavo Baiano Salvador e RMS Santo Antonio de Jesus São Miguel das Matas Ubaíra Vale do Jiquiriçá Varzedo Vitória da Conquista e Sudoeste
Anunciar | Você Repórter | Termos de Uso | Contato | Expediente
©Copyright - Criativa On Line - Rede Criativa de Comunicação
A Força da Comunicação na Internet! 18/01/2019 23:25