Notícias

Terminam no dia (25) as inscrições para o Programa Partiu Estágio do Reforço Escolar

As inscrições para o programa Partiu Estágio do Reforço Escolar terminam nesta quinta-feira (25). São ofertadas 4.390 vagas aos universitários dos cursos de Educação Física, Letras Vernáculas e Matemática que irão atuar no reforço escolar para estudantes da rede estadual de ensino. A novidade para este edital é que poderão se inscrever estudantes de cursos presenciais e na modalidade EAD.As inscrições podem ser feitas no Portal da Eduação (www.educacao.ba.gov.br).

Para participar do programa, é necessário que o candidato tenha idade mínima de 16 anos e que tenha cumprido mais de 50% da graduação. Podem participar estudantes universitários residentes na Bahia e que estejam regularmente matriculados em cursos presenciais e EAD de instituições estaduais, federais e privadas com sede/pólo no estado. Alunos de cursos presenciais poderão concorrer a vagas ofertadas nas cidades onde residem ou estudam. Já estudantes de cursos EAD apenas poderão se candidatar a vagas alocadas na cidade onde moram.

O cadastro de cada candidato irá compor um banco, que terá validade de seis meses, do qual sairão as convocações dos novos estagiários do Estado. Candidatos que estejam participando pela primeira vez devem estar atentos sobre o processo de inscrição. Inicialmente, é preciso acessar o site do Partiu Estágio, através do link no Portal da Educação, e criar uma conta, informando CPF, nome, data de nascimento e e-mail válido. O sistema enviará automaticamente para o e-mail cadastrado os dados para acesso ao sistema de inscrição. 

De posse dos dados para acesso, o candidato deverá preencher os dados cadastrais no site de inscrição e, posteriormente, selecionar seu curso e o turno das aulas, além do município que estuda ou reside. Caso já tenha se inscrito em editais anteriores, o candidato deve acessar sua conta já existente e realizar o mesmo procedimento. Quem já participou do Partiu Estágio durante período de um ano não poderá se inscrever novamente, como previsto em edital. A lista completa das oportunidades de estágio na rede estadual estará disponível no sistema de inscrição do Partiu Estágio.

Sobre o programa - Lançado em abril de 2017, o Partiu Estágio é uma iniciativa da administração estadual baiana que garante acesso a oportunidades de estágio a estudantes universitários de instituições com sede na Bahia e que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada. Do percentual de vagas ofertado em cada edital, 10% são direcionados para portadores de deficiência física, como o previsto pela Lei 11.788/2008.

O contrato de estágio tem duração de um ano, sem possibilidade de prorrogação, exceto quando o estudante seja deficiente físico. A carga horária é composta de quatro horas diárias de atividades supervisionadas, chegando a 20 horas semanais, distribuídas de acordo com a necessidade da Administração Pública. Além da bolsa-estágio, os universitários terão direito a auxílio-transporte e 30 dias de recesso remunerado, proporcionais. Desde seu lançamento, o programa já contratou mais de seis mil estagiários para atuarem no serviço público.

Postado em 24 de Abril, às 20:56 por Adileuza Barreto 0 comentários

UFRB abre inscrição para Especialização em Psicologia, Avaliação e Atenção à Saúde

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) abre inscrição para o processo seletivo do Programa de Pós-graduação em Psicologia, Avaliação e Atenção à Saúde, em nível de especialização, destinado a psicólogos. São oferecidas trinta vagas no Campus de Santo Antônio de Jesus.

As inscrições acontecem das 10 horas do dia 23 de abril até às 23h59min do dia 17 de maio e devem ser realizadas exclusivamente pela internet mediante o preenchimento de formulário de inscrição disponível no site www.ufrb.edu.br/ccs. O resultado final será divulgado no dia 22 de julho, no mesmo site.

A especialização será desenvolvida em três semestres, ou seja, 18 meses, com carga horária total de 476 horas, sendo 374 horas, distribuídas em 19 componentes curriculares obrigatórios e 102 horas dedicadas aos componentes de Elaboração de TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) I, no 2º semestre e Elaboração de TCC II, no 3º semestre.

São oferecidas trinta vagas, das quais seis são para candidatos auto declarados negros, duas para Pessoas com Deficiência e cinco para Indígenas, Quilombolas e Pessoas Trans, de acordo com Resolução CONAC 033/2018, a qual dispõe sobre o sistema de cotas raciais para o acesso e outras políticas de ações afirmativas para a Permanência de Estudantes Negros, Quilombolas, Indígenas, Pessoas Trans (Transgêneros, Transexuais e Travestis) e Pessoas com Deficiência em todos os cursos de pós-graduação da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Para se candidatar a uma vaga no curso de especialização em Psicologia é necessário ser portador de Diploma devidamente registrado ou Certificado de Conclusão do Curso de Psicologia, fornecidos por instituição de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Os objetivos do curso de especialização são favorecer o desenvolvimento de competências e habilidades relacionadas à investigação e à prática em psicologia, bem como proporcionar espaço para aprofundamentos de visão/postura crítica e reflexiva sobre o fazer em avaliação e atenção à saúde, considerando especificidades do ciclo vital, da natureza dos processos psicológicos diversos (cognitiva, afetiva e comportamental).

É também objetivo da especialização saber os diferentes contextos de atuação em avaliação e atenção à saúde; possibilitar a compreensão e utilização de estratégias de delineamento e coleta de dados diversificados; a implementação de métodos e técnicas de análise de dados avançados, seja de natureza quantitativa e/ou qualitativa.

O estudante deve desenvolver competências e habilidades de redação científica e elaboração de manuscritos/artigos; assim como formar profissionais, em nível de pós-graduação, conscientes do trabalho e das responsabilidades profissionais e sociais da psicologia, com atuação ética implicada na salvaguarda da saúde e direitos humanos de indivíduos e grupos.

Caracterizado pela abordagem de temas centrais para a discussão sobre Psicologia, Avaliação e Atenção à Saúde, busca um diálogo entre os diferentes enfoques na área da especialização com vistas a fortalecer a integração entre teoria e prática, considerando os seus fundamentos e os diferentes contextos de atuação acadêmica e profissional em Psicologia.

Processo Seletivo

O processo seletivo terá duas etapas: 1ª Etapa: prova objetiva de caráter classificatório e eliminatório; e 2ª Etapa: Memorial e Entrevista, de caráter classificatório e eliminatório. 

A prova será realizada no próximo dia 27 de maio, no turno matutino, no CCS, em Santo Antônio de Jesus. 

A segunda etapa (Memorial e Entrevista) será realizada nos dias 06 e 07 de junho, no mesmo local.

Postado em 24 de Abril, às 20:38 por Adileuza Barreto 0 comentários

Obra de professora da UFRB é vencedora da 3ª edição do Prêmio Thomas Skidmore

A primeira edição do livro foi publicada em 2016 pela Edufba e se destacou pelo interesse internacional.A obra “Temores da África: segurança, legislação e população africana na Bahia oitocentista” de autoria da professora Luciana da Cruz Brito, do colegiado de História da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), foi a vencedora do Prêmio Thomas Skidmore 2018. O resultado foi anunciado pela comissão julgadora desta edição e publicado no Diário Oficial da União no último dia 17 de abril.

“Esse prêmio é a celebração de uma importante conquista profissional. Mulheres como eu, a todo o momento, ainda recebem mensagens de desencorajamento à escrita por diversas razões. Seja sob o argumento de que nossa escrita, nossa narrativa e perspectiva da história não é algo importante ou seja ainda sob o argumento que, de tão comprometida com ‘nossos próprios interesses’, não pode obedecer aos protocolos de pesquisa e escrita acadêmica, o que é um equívoco enorme”, destaca a autora, afirmando-se como uma historiadora negra, nascida em Salvador e oriunda das classes trabalhadoras.

Publicada em 2016 pela Editora da Universidade Federal da Bahia (Edufba), “Temores da África: segurança, legislação e população africana na Bahia oitocentista” é uma obra que traça um paralelo entre dois eventos que projetaram sombra duradoura sobre os temas da escravidão e do racismo no século XIX: a lei de abolição do tráfico negreiro de 1831 e a repressão aos africanos libertos, que se dava através da aplicação de leis que tinham por objetivo controlar e punir a população africana da Província.  

“É um livro que faz parte de uma tradição historiográfica preocupada em entender, e chegar o mais perto possível, a realidade de homens e mulheres escravizados e libertos e que viviam sob o estigma da escravidão. Ao mesmo tempo em que reconhecemos a violência, a perseguição, o papel das leis que tinham um impacto na maioria das vezes negativo sob o cotidiano da comunidade africana, também buscamos entender como estas pessoas tinham vontades, planos, projetos políticos, afetividades e também discordâncias”, explica Luciana. “É um livro sobre lutas, sobre relações complexas, busca por autonomia e malabarismos que poderiam (ou não) garantir uma vida livre e autônoma, e digna se possível”, resume.

Do ponto de vista historiográfico, a obra versa a respeito da falta de garantia de direitos negados aos africanos libertos na Bahia imperial e de como eles tensionavam a sociedade escravista para viver melhor e afirmar suas vontades. A análise tem como pano de fundo Salvador, um dos maiores centros urbanos escravistas desde o fim do século XVIII. Para tanto, a autora reconhece como fundamental o trabalho de pesquisa no Arquivo Público do Estado da Bahia (APEB), que abriga um importante acervo para a história das pessoas negras na Bahia e no Brasil. “Sem o APEB essa pesquisa não seria possível. Portanto, o prêmio reafirma a importância dos nossos arquivos para a pesquisa, escrita e acesso à história do país”, diz.

Luciana Brito é professora adjunta da UFRB desde 2016, vinculada ao Colegiado de História.Outro aspecto que Luciana destaca é o caráter político da premiação. “Em tempos em que vivemos uma disputa pelas narrativas históricas, inclusive relativizando o horror que foi a escravidão e sobre quem se beneficiou dela, o prêmio significa o reconhecimento da importância de uma pesquisa baseada em fontes, fruto de análises muito sofisticadas e complexas, baseadas em debates historiográficos intensos que ocorreram no Brasil e nos Estados Unidos”, defende. “Embora estejamos falando do século XIX no livro, volto a dizer, num momento de disputa pelas narrativas históricas, um prêmio dessa importância que reconheça um trabalho dessa natureza é fundamental”, afirma.

Sobre a autora - Graduada em história pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Luciana realizou mestrado e doutorado na mesma área na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e pela Universidade de São Paulo (USP), respectivamente. Além disso, tem pós-doutorado no departamento de história na City University of New York (CUNY) como bolsista da Andrew W. Mellon Foundation. A autora estuda, particularmente, a área de história da escravidão e abolição nas Américas numa perspectiva transnacional e comparada, com ênfase no Brasil e Estados Unidos.

Desde 2016, Luciana é professora adjunta da UFRB e acredita que a obra, somada a outras tantas escritas por colegas, além das atividades e pesquisas que são levadas a cabo na instituição, reafirmam a qualidade dos profissionais da Universidade, sobretudo do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL). “Todos os dias estamos fazendo trabalho de excelência, com maior ou menor visibilidade, e contribuindo para o avanço científico e intelectual do País. O meu trabalho é um dentre vários que, cotidianamente, reafirmam a importância da UFRB, não só para o Recôncavo baiano, mas para o Brasil”, disse. 

Prêmio Thomas Skidmore - Promovido pelo Arquivo Nacional e a Brazilian Studies Association (BRASA), o prêmio homenageia o brasilianista norte-americano e professor emérito da Brown University. Nessa 3ª edição, a iniciativa acolheu obras publicadas em língua portuguesa entre os anos de 2013 a 2017 sobre a temática da questão racial no Brasil. O tema corresponde à obra clássica de Thomas Skidmore, cujo título é “Preto no Branco: raça e nacionalidade no pensamento brasileiro (1870-1930)”, resultado de um estudo pioneiro realizado nos anos 70.

Como requisitos, as obras concorrentes ao Prêmio Thomas Skidmore também devem apresentar conteúdo autoral e de interesse internacional. 24 tiveram inscrição validada em 2018. O livro escolhido será republicado nos Estados Unidos, com recursos pagos pela BRASA. Para menção honrosa foram selecionados os livros “Constitucionalismo brasileiro e o Atlântico negro: a experiência constituinte de 1823 diante da Revolução Haitiana”, de autoria de Marcos V. Lustosa Queiroz, e “Água de barrela”, de autoria de Eliana Alves Cruz.

Postado em 24 de Abril, às 20:35 por Adileuza Barreto 0 comentários

Dezenove municípios presentes e representados em reunião ampliada da UNDIME

Representantes dos municípios de Una, Santo Antonio de Jesus, Varzedo, Nova Viçosa, Conceição do Coité, Acajutiba, América Dourada, Vera Cruz, Mutuípe, Senhor do Bonfim, Pé de Serra, Andaraí, Seabra, Serra do Ramalho, Cristópolis, Ubaitaba, Gandú, Lauro de Freitas e Elísio Medrado, de quatorze territórios de identidade, participam nesta quarta-feira (24), das 8 às 17 horas, no IAT – Instituto Anísio Teixeira em Salvador, da primeira reunião de 2019 com o objetivo de elaborar a agenda de trabalho para o próximo biênio.

O encontro de DME’s – Dirigentes Municipais de Educação, tem como foco o fortalecimento dos territórios, por meio de encontros formativos de DME’s e equipes técnicas das secretarias de educação, pautados na agenda que está sendo realizada conjuntamente pelos profissionais que representam a Diretoria Executiva, Diretoria Ampliada / Diretores de Territórios e CNR - Conselho Nacional de Representantes.

O trabalho de fundamentação está sendo realizado por meio de mesas de discussão abordando as temáticas, qualidade da educação e política de currículo, recursos humanos e financeiros, relações institucionais e regime de colaboração e comunicação e infraestrutura.

Postado em 24 de Abril, às 10:52 por Magno Bastos 0 comentários

Zuma Castro saúda DMEs no Encontro da UNDIME com mensagem desafiadora

Nesta quarta-feira (24), das 8 às 17 horas, acontece no IAT – Instituto Anísio Teixeira em Salvador, a primeira reunião de 2019 com o objetivo de elaborar a agenda de trabalho para o próximo biênio, com foco no fortalecimento dos territórios, por meio de encontros formativos de DME’s e equipes técnicas das secretarias de educação.

A Assessora Técnica da UNDIME Bahia e Articuladora Conviva no Estado, Zuma Castro, deu boas-vindas aos participantes, destacando a necessidade de todo educador sempre se atentar para o novo de forma que a prática de todos e cada um, sejam validadas por meio de uma educação pública de qualidade.

“Nosso fazer é desafiador e precisamos nos propor ao novo, e assumir, mesmo que não tenhamos total segurança daquilo que nos é proposto, pois a dinâmica do mundo atual, nos impõem desafios dos mais diversos”, salienta.

Postado em 24 de Abril, às 09:43 por Magno Bastos 0 comentários

Advogadas lançam cursos para aperfeiçoar a aplicação e a prática de teorias jurídicas

Idealizado pelas advogadas Graciela Iurk Marins e Letícia Marques, o ACTO – Instituto de Direito Aplicado abre sua programação no mês de maio, trazendo dois cursos de interesse prático aos profissionais do Direito: Negócios Processuais, com o professor Sandro Gilbert Martins, e Planejamento Sucessório, com o professor Marcelo Bürger. 

“A qualificação e atualização são prioridades num mercado cada vez mais competitivo. E também são essenciais para a consolidação de uma carreira de sucesso em qualquer área de atuação”, destacam as advogadas. 

O objetivo do Instituto ACTO é oferecer, por meio dos melhores professores, conhecimento direcionado à resolução dos problemas cotidianos da advocacia, apresentando modelos e dicas que facilitarão a boa prática jurídica. 

“Nosso foco é a excelência no conteúdo, no material das apresentações e no conforto das instalações”, assinala Letícia Marques, completando ainda que a seleção dos cursos e dos profissionais que ministrarão as aulas leva a assinatura da advogada Graciela Marins.

Sobre os cursos: 

PLANEJAMENTO SUCESSÓRIO: ASPECTOS CIVIS E TRIBUTÁRIOS

Prof. Marcelo L. F. de Macedo Bürger

22 (ter) e 24 (qui) de maio

R$ 170,00 para inscrições no mês de abril

Auditório ACTO – Av. Batel, 1550 – Térreo (Estacionamento SF conveniado)

www.actoinstituto.com.br

Tel: 9 9186-1550

NEGÓCIOS PROCESSUAIS

Prof. Sandro Gilbert Martins

23 (qua) de maio

R$ 90,00 para inscrições no mês de abril (Estacionamento SF conveniado)

Auditório ACTO – Av. Batel, 1550 – Térreo

www.actoinstituto.com.br

Tel: 9 9186-1550

Postado em 23 de Abril, às 15:52 por Yago Lázaro 0 comentários

Aplicativo de alunos da UFRB explica culturas do amendoim e do cacau

Um aplicativo de fácil utilização, disponível gratuitamente no Google Play, chamado de Agricultura Facilitada, produzido por estudantes de Agronomia da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), fornece informações sobre as culturas de amendoim e de cacau. 

As informações sobre a produção de amendoim são de autoria do Grupo de Pesquisa Manejo de Plantas e Ecossistemas Neotropicais (MapeNeo), vinculado ao Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB) da UFRB, em formato de artigos científicos.

Em um dos artigos, o MapeNeo coletou amendoins de pequenos produtores do Recôncavo da Bahia, localizados em sete municípios e fez uma avaliação morfológica e produtiva. Os artigos sobre a cultura do amendoim podem ser lidos resumida ou integralmente na tela do celular ou se pode fazer download.

O aplicativo explica a  cultura e o aproveitamento do cacau – planta estimulante. Das sementes após fermentação, transformam-se em amêndoas, das quais se produzem o cacau em pó, a manteiga de cacau e o chocolate. Envolvendo as sementes, encontra-se a polpa da qual se produz sucos, refrescos e geléias. E da casca, extrai-se a pectina, que se transforma em ração animal, após processamento mecânico ou com transformações biológicas, pode ser usada como fertilizante orgânico.

O aplicativo disponibiliza informações agronômicas sobre os principais nutrientes para as plantas: Zinco, Selênio, Potássio, Nitrogênio, Níquel, Molibdênio, Manganês, Fósforo, Ferro e Cobre, baseadas na série de fichas Nutri-fatos desenvolvido pela International Plant Nutrition Institute (IPNI).

O aplicativo foi desenvolvido pelos estudantes Fabrício Oliveira Paula Oliveira; Murilo Santana de Jesus e  Igor Vila Verde Nascimento, sob a orientação do professor Fábio Botelho, que ministra a disciplina Extensão Rural do curso de Agronomia.

Próxima etapa

Segundo os estudantes, o objetivo do aplicativo é facilitar ao máximo o cultivo do amendoim, do cacau e de outras culturas. A próxima fase é a implantação de dados sobre a cultura da uva e o cultivo de mel da região de Santa Teresinha (BA). 

Baixe o aplicativo Agricultura Facilitada no Google Play.

Postado em 23 de Abril, às 15:15 por Yago Lázaro 0 comentários

Parceria da UFRB e UFG cria guia eletrônico para a identificação de sementes

A cooperação técnica envolvendo pesquisadores, técnicos e estudantes da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e da Universidade Federal de Goiás (UFG) já resultou na produção do Guia Eletrônico de Identificação de Sementes e Propágulos e na publicação do livro “Sementes e Propágulos: guia de identificação”, editado pela Associação Brasileira de Tecnologia de Sementes (ABRATES).

O programa de computador criado pelo grupo de pesquisadores disponibiliza informações e imagens de sementes de 300 espécies vegetais. Como a identificação das espécies é uma etapa do processo de produção de sementes/mudas em todo o mundo, há também a possibilidade de aplicação dos resultados obtidos em outros países, fora do Brasil.

As opções de pesquisa no guia incluem nome científico ou popular da espécie, características aparentes, como cor, brilho, tamanho, forma e consistência da semente ou propágulo (sementes acompanhadas de partes do fruto).

O guia inova ao oferecer um sistema de busca simples e intuitivo, podendo ser utilizada mesmo por quem não é especialista na área. A ferramenta foi feita em linguagem Java, é compatível com qualquer sistema operacional.

O projeto do Guia de Identificação de Sementes e Propágulos existe desde 2010.  O professor Edson Ferreira Duarte comenta que o trabalho é demorado por incluir várias etapas: colher a semente, identificar a espécie, depositar o material no herbário e registrar no Sistema Nacional de Gestão do Patrimônio Genético e do Conhecimento Tradicional Associado (SisGen). Só depois disso é que as imagens são selecionadas para que as características sejam diagnosticadas e descritas.

O projeto do guia serviu de base para a publicação do livro “Sementes e Propágulos: guia de identificação” (2018) de autoria dos professores doutores Edson Duarte e Lidyanne Yuriko Saleme Aona, do Centro de Ciências Agrárias, Ambientais e Biológicas (CCAAB) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e incorporou as sugestões dos revisores do livro. 

O processo de revisão do livro demandou dois anos e meio e nesse período, o professor Edson Duarte, foi redistribuído para a UFG. “Após minha vinda da UFRB para a UFG as parcerias continuaram e o projeto "Guia de identificação de sementes e propágulos" passou a ser coordenado pelo doutor em Botânica, Grênivel Mota da Costa (CCAAB/UFRB). A continuidade do projeto culminou no livro e no Guia Eletrônico”, explica Duarte.

Os programas computacionais foram resultantes da integração entre os pesquisadores do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CETEC) professores doutores Camila Bezerra da Silva e João Soares de Oliveira Neto e do CCAAB, além de representar uma parceira entre as instituições UFRB e UFG.

A parceria entre a UFRB e a UFG envolveu a execução dos projetos de pesquisas “Morfologia e função dos frutos, sementes e/ou propágulos de espécies recorrentes em fitofisionomias na Serra Dourada, Goiás”, encerrado em janeiro de 2019; e o "Guia de Identificação de Sementes e Propágulos", que estará em vigência até 2022.

No primeiro projeto, os produtos até o momento foram artigos produzidos e apresentados em eventos e a submissão de um capítulo de livro e, está em finalização um "Guia eletrônico de identificação sementes e propágulos da Serra Dourada, Goiás" que será disponibilizado on-line.

A cooperação técnica formalizada entre as instituições de ensino superior - UFRB e UFG - é uma forma de promover o desenvolvimento da pesquisa e de garantir a repartição de possíveis benefícios resultantes da Pesquisa e Inovação Científica desenvolvida em parceria. “No caso dos programas serem licenciados para terceiros, ambas as Instituições asseguraram a possibilidade de participação em ativos financeiros resultantes da cessão/licenciamento dos programas computacionais que estão sendo desenvolvidos”, ressalta Duarte. 

Comércio de sementes

Além do registro para fins de sistematização do conhecimento, o guia eletrônico possui uma importante aplicação comercial e no trabalho de fiscalização. “Em todo o mundo, sob o ponto de vista legal, só se pode vender sementes com a identificação da espécie”, esclarece o professor. Isso inclui tanto o fornecimento em grande escala quanto o comércio de varejo, feito em casas agropecuárias, por exemplo.

Para a comercialização de sementes também é feita uma análise de sua qualidade física. Para se atestar a pureza de um lote, os laboratórios credenciados pelo Ministério da Agricultura verificam se há contaminação por outras sementes consideradas nocivas ou mesmo proibidas. Dependendo da espécie e da proporção encontrada, o lote não pode ser vendido como semente, o que aumenta a importância da identificação para a certificação desses produtos em todo o Brasil.

Consulta por especialistas e leigos

No Guia Eletrônico, o processo de identificação é mais rápido, já que trata-se de um sistema altamente intuitivo que tanto especialistas como leigos conseguem usar, e as informações contidas são focadas em características que podem seu usadas na identificação, além de apresentar um Glossário ilustrado com imagens para auxiliar na compreensão dos termos técnicos. 

A próxima etapa é a produção de uma versão on-line do Guia Eletrônico, anunciada em entrevista concedida ao Jornal da UFG, e terá mais novidades como a apresentação de outras espécies diferentes do livro e da versão em Java.

Guia regional

O "Guia Eletrônico de Identificação de Sementes e Propágulos da Serra Dourada" que está em finalização representa um recorte regional importante para uma das áreas de preservação de Cerrado presente no Estado de Goiás, e poderá auxiliar na compreensão da diversidade e de estratégias de dispersão presentes na paisagem local.

Os novos produtos estão em desenvolvimento visando auxiliar produtores de sementes, analistas, fiscais, profissionais e estudantes no processo de identificação de espécies usando somente sementes/propágulos.

Avanços da pesquisa

Segundo Duarte, os avanços científicos resultantes dos projetos de pesquisa mais evidente é o desenvolvimento de programas computacionais, mas há também um aprofundamento no detalhamento descritivo e no registro fotográfico das espécies vegetais.

“Isso porque usualmente em trabalhos de descrição das espécies vegetais, as informações sobre as sementes e/ou propágulos  são apresentadas de forma genérica’, explica Duarte. 

E muitas vezes as sementes e propágulos de espécies não cultivadas são as únicas estruturas que muitas vezes estão presentes em lotes de sementes de espécies agrícolas, florestais, nativas e medicinais assim a identificação de espécies vegetais contaminantes em lotes de outras espécies é necessário para possibilitar a venda, de forma que os resultados obtidos nos projetos têm aplicação imediata em sistemas de fiscalização e de análise. “Mas também pode ser de interesse de pessoas comuns interessadas em usar sementes para a produção de biojoias e artesanato, entre outros”, afirma Duarte.

Embora os projetos de pesquisa não tenham por objetivo o diagnóstico e o levantamento de floras, “durante os trabalhos colheita de sementes e propágulos em áreas naturais foi encontrada uma nova espécie que está em processo de descrição e publicação por outros especialistas”, revelou o pesquisador.

Livro

Como produto dessa parceria foi publicado o livro ‘Sementes e Propágulos: guia de identificação”, de autoria de Lidyanne Yuriko Saleme Aona (CCAAB/UFRB) e Edson Duarte (DBOT/ICB/UFG). A obra foi lançada em cerimônia comemorativa dos 50 anos do Instituto de Ciências Biológicas (ICB), na Universidade Federal de Goiás, em 22 de agosto de 2018.

A obra, editada pela ABRATES, é ricamente ilustrada, contendo 600 imagens de 300 sementes/propágulos de espécies vegetais, constituindo-se em uma das mais abrangentes publicadas sobre o tema.

O livro contém informações úteis para a identificação de espécies, além de aspectos importantes para a análise e o comércio de sementes.

Segundo Edson Duarte, o livro é mais abrangente em relação ao Guia Eletrônico por conter às informações das espécies pois contém informações que também ajudam a determinar se as espécies são nativas ou exóticas, em quais Biomas foram relatadas, além de conter informações tecnológicas que auxiliam na compreensão de qual é a massa que determinado número de sementes pesa e também da habilidade das sementes de sobrevivência sob armazenamento.

Postado em 23 de Abril, às 15:03 por Yago Lázaro 0 comentários

Experiência da Rede Municipal de Elísio de Elísio Medrado é destaque no Futura

O ano de 2017 foi um ano de mudanças em Elísio Medrado - cidade do Recôncavo Baiano - que fica entre os municípios de Santo Antônio de Jesus e Amargosa. Além de mudanças de pessoas na gestão pública do município e da educação, houve também mudança no processo de planejar as ações da gestão pedagógica no contexto do PME: Plano Municipal de Educação. O grupo pedagógico à frente da Secretaria da Educação optou por definir em seu Planejamento Estratégico para 2017, um padrão de qualidade para a rede, tomando como base na Meta 7, intitulada, “Atingir as Médias Nacionais do IDEB: Índice de Desenvolvimento da Educação Básica”, acompanhada de um elenco de quinze Estratégias previstas no Plano Municipal de Educação – PME, instituído pela Lei Municipal nº 080/2013.

E, assim foi feito... Está sendo feito e... Muito há o que fazer. Mas começamos com uma metodologia de diálogo formativo na modalidade de uma Pré-Jornada Pedagógica com a equipe da gestão, e posteriormente, a Jornada Pedagógica propriamente dita, realizada entres os meses de Fevereiro e Março. Nesse sentido, passamos a estudar, refletir e debater a Meta 7 e seu conjunto de estratégias, fundamentada na metodologia de grupos focais, no qual, iniciamos o diálogos com duas singelas perguntas que possibilitou conduzir a reflexão: por que Planejar? e por que um Plano Municipal de Educação?. Nesse sentido, abordamos distintas temáticas específicas do campo educacional, abrangendo as diferentes etapas e modalidades da educação – Educação Infantil, Ensino Fundamental: Anos Iniciais e Anos Finais, Educação de Jovens e Adultos, Escolas do Campo, Educação Especial - de forma articulada e sistêmica, com a participação de vários atores sociais comprometidos com a elaboração das políticas educacionais municipais, tais como: gestores, coordenadores, professores e os conselhos escolares; no sentido de mapear as dificuldades e os maiores problemas que interferem, diretamente, no processo de ensinar e aprender a partir do entendimento do conceito e das dimensões do termo QUALIDADE.

Nesse contexto, foi necessário compreender a concepção do documento, entendido, como um instrumento de operação do Sistema Municipal de Educação (SME), uma vez que, o PME estabelece as políticas e diretrizes, bem como, define as metas e estratégias educacionais do município para um período decenal, onde a elaboração do plano estratégico, constituiu-se num processo de formação e aprendizagem sobre a realidade educacional do município. Esse fato, tem possibilitado a realização do projeto municipal de educação, superando rotinas, desigualdades, ações segmentadas e improvisações, com foco na cidadania, tendo a escola, e nela o educando, como eixos principais de sua efetivação.   

Feito isso, passamos então a estudar as proposições do documento, o que possibilitou a criação de uma Matriz de Responsabilidades para a Rede Municipal de Educação de Elísio Medrado-Ba, embasada na Meta 7. do PME: Plano Municipal de Educação, onde foi produzida uma tabela, com vários elementos em sua composição – Indicadores de Qualidade, Estratégias Prioritárias, Ação, Período, Responsáveis -- para o cumprimento de cada uma das etapas postas no referido plano. Como pode ser observado abaixo, no diagrama da figura 01, apresentamos alguns resultados referente as ações pedagógicas implantadas na rede municipal de educação de Elísio Medrado entre os anos de 2017 e 2018, pois, agora em 2019 estamos monitorando os resultados e replanejando ações que não demos conta, bem como, aquelas que não conseguimos alcançar. 

Esse Planejamento Estratégico da Secretaria Municipal de Educação, tem contribuído de maneira significativa para evidenciar as ações de responsabilidade da administração municipal, do secretário de educação, da coordenação pedagógica, dos gestores escolares, dos conselhos, dos professores, tendo como objetivo, não apenas, executar as estratégias previstas, mas, sobretudo, qualificar o processo do ensino e da aprendizagem em cada unidade escolar a partir dos diversos instrumentos do Planejamento como: Projeto Político Pedagógico, Plano Estratégico das Unidades Escolares, Plano de Trabalho das Coordenações Pedagógicas, e os demais Programas aderidos pela rede como o Pnaic, Pacto, Nalfa, Pronacampo, PDE/PDDE dentre outros.

Enfim, até o momento têm-se ações iniciadas, ações não iniciadas e ações em fase de conclusão. A título de enriquecer o relato fica disponível um quadro resumo dos indicadores e ações pensadas pelo coletivo, mas é bom lembrar que o mesmo está em processo de construção e, por isso, vem sofrendo alterações constantes, cabendo inclusive contribuições advindas do debate aqui proposto. O Conviva ajudou muito durante todo o processo de planejamento e execução da ação através do compartilhamento das experiências de todo o Brasil. Ajudou muito com as publicações da Biblioteca e, ajuda muito com os vídeos e entrevistas com os conteúdos disponíveis.

Postado em 23 de Abril, às 08:49 por Redação Criativa 0 comentários

UNINASSAU realiza palestras gratuitas de capacitação profissional

Para quem deseja turbinar o currículo e aumentar as chances no mercado, a UNINASSAU - Centro Universitário Maurício de Nassau, em Salvador, através do Núcleo de Pós-graduação, oferece palestras gratuitas de capacitação profissional com certificação, nas áreas do direito, saúde, educação e gestão. O evento intitulado “Especialize”, ocorre de 22 a 26 de abril, nas unidades da Pituba e Mercês.

As palestras irão ocorrer sempre as 19h e irão abordar temas variados entre eles: Planejamento Tributário do ICMS; A Importância do Alpha Assessment no Planejamento da Carreira; Compliance; Assistência de Enfermagem e Prevenção de PAVM; O Direito Real de Laje e a Função Social da Propriedade: A Vingança da Grécia sobre Roma; Mudança de época: Idade Mídia; Coagulação e Hemostasia; A Justiça do Trabalho no Século XXI: Avanços e Desafios; Estética X Transtornos de Imagem; A Inovação para sala de aula.

 A coordenadora dos cursos de pós-graduação da UNINASSAU Salvador, Diana Báfica, destaca a importância desse projeto para a capacitação profissional. “Nosso objetivo é fomentar a qualificação gratuita das pessoas que já possuem uma graduação e que desejam se aprofundar mais alguma área específica”, ressaltou.

 Para os interessados, a programação completa e as inscrições devem ser acessadas nos links:

Unidade Mercês: http://mkt.uninassau. edu.br/uninassau/especialize- merces

Unidade Pituba: http://mkt.uninassau. edu.br/uninassau/especialize- pituba

 

Postado em 22 de Abril, às 09:24 por Yago Lázaro 0 comentários

Escolas estaduais têm até o dia 22 de abril para solicitar reserva técnica de livros

As escolas estaduais têm até o dia 22 de abril para solicitar reserva técnica de livros por meio do site através do site do PDEE Interativo (pddeinterativo.mec.gov.br). O sistema de reserva técnica foi criado para atender escolas novas, turmas novas e acréscimo de matrícula. A reserva destina-se a ajustar a quantidade real do aluno e as quantidades de livros disponíveis em cada escola, quando o remanejamento de livros não é o suficiente.

Para demandar livros, independentemente da quantidade, a escola precisa ofertar pelo menos um livro no módulo de remanejamento de livros. No entanto, as escolas que não ofertam material didático, também não podem demandar reserva técnica. Nos casos em que a quantidade e os títulos disponíveis não são suficientes para atender à demanda da escola, o FNDE verificará se há possibilidade de reabertura do sistema para que a escola indique o quantitativo de livros não atendidos pela reserva técnica. 

“É importante salientar que só devem solicitar livros na reserva técnica as escolas que estão com carência de livros para o ano letivo de 2019. Além disso, o sistema de remanejamento no PDDE Interativo/SIMEC fica permanentemente aberto e disponível para as escolas realizarem as trocas dos livros didáticos durante todo o período letivo. Não deixe de registrar no sistema caso tenha livros não utilizados em sua escola, pois pode ser que um aluno de alguma escola próxima esteja precisando”, destacou a coordenadora do Livro Didático e Biblioteca da Secretaria da Educação do Estado, Alessandra Santana.

Postado em 17 de Abril, às 22:30 por Adileuza Barreto 0 comentários

Ilhéus sedia entre os dias 25 e 26 de abril o XXI Encontro Nacional da UNCME

O XXI Encontro Nacional da UNCME – União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação, Seccional Bahia, será realizado em Ilhéus – BA, no Centro de Convenções Luís Eduardo Magalhães, situado à Avenida Soares Lopes, Centro, dias 25 e 26 de abril de 2019.

O evento tem como objetivo reunir conselheiros (as) municipais de educação de todos os municípios do Estado da Bahia, dirigentes municipais de educação e demais convidados (as), para a discussão e aprofundamento de questões básicas referentes à política educacional brasileira, e em especial aquelas relacionadas à gestão democrática da educação e o controle social das políticas educacionais.

Na defesa da educação como direito humano fundamental, extensivo a todos (as) cidadãos e cidadãs do país, a UNCME busca a qualificação permanente dos conselheiros (as) municipais de educação, em ações articuladas com instituições da sociedade civil, tendo em vista a garantia de uma educação pública, gratuita, laica e de qualidade social. A temática central deste ano será “Por Uma Escola Inclusiva Para Todos (as)”, incluindo quatro eixos estruturantes:

EIXO I: A escola inclusiva e o enfrentamento à exclusão escolar;

EIXO II: A escola inclusiva e o currículo transformador;

EIXO III: A escola inclusiva e o papel dos Conselhos de Educação;

EIXO IV: A Escola inclusiva e os Planos de Educação.

Inscrição e acesso ao Centro de Convenções:

As inscrições para o XXI Encontro Estadual da UNCME Bahia estão sendo realizadas diretamente pelo link https://forms.gle/4WPBmQwjB6AHnW2TA , no período de 25 de março a 17 de abril. É importante que todos (as) os (as) inscritos preencham corretamente a Ficha de Inscrição, para receberem a confirmação da inscrição. Estejam atentos, pois as vagas são limitadas. Quanto mais rápido fizerem as inscrições, melhor e mais seguro.

O acesso ao estacionamento do Centro de Convenções segue normas rígidas. É importante consultar a Coordenação em caso da necessidade de acesso das Caravanas Terrestres e àqueles (as) que se deslocam em carros próprios. Importante avisar com antecedência, para as devidas orientações. POR UMA ESCOLA INCLUSIVA PARA TODOS (AS)! Guia do Participante - XXI Encontro Estadual da UNCME Bahia 25 e 26 de abril de 2019.

Da Programação e realização das atividades:

As atividades do Encontro estarão pautadas na discussão do tema Central, dividido em quatro Eixos estruturantes, que abordarão temáticas específicas. Em todas as mesas haverá momento de interlocução com o público, com tempo destinado a perguntas. Haverá ainda uma oficina específica sobre “Monitoramento Participativo dos Planos”, que será realizado paralelamente, no mesmo local do evento, no dia 26.04 no turno matutino (para esta oficina são apenas 40 vagas e as inscrições somente estarão disponíveis no ato do credenciamento). Para ter acesso ao local do evento é indispensável a realização das inscrições e credenciamento no local do evento.

Da programação cultural:

Durante o evento, estão programados momentos de integração nos intervalos de almoço e final de tarde, com apresentações artísticas ligadas à cultura local.

Para os momentos livres (noite e dias anteriores ou posteriores ao evento), recomendamos entrar em contato diretamente com os hotéis para verificar a programação local, visando obter informações sobre opções seguras de lazer e entretenimento, além de recomendações sobre a agenda cultural de Ilhéus, no período do evento.

Enquanto cidade turística, Ilhéus possui opções de lazer, como praias, teatros, bares, restaurantes e passeios históricos que podem ser usufruídos pelo participante, desde que o mesmo esteja devidamente informado por agente autorizado local (guias e orientações oficiais disponibilizadas pelos hotéis ou pelo órgão oficial de Turismo).

Sobre a estrutura dos Hotéis para hospedagem: Visando orientar os participantes, a Comissão Organizadora selecionou alguns hotéis de referência, em locais mais próximos ao evento, de modo a facilitar o deslocamento dos participantes para o evento. É importante que cada participante, ao entrar em contato com o Hotel se assegure que o mesmo atende ao seu perfil e às suas demandas (preço, atendimento e localização). A responsabilidade pela escolha é de caráter individual. Por este motivo, orientamos ainda, pesquisar na internet, além destas, outras opções possíveis. Neste sentido, é importante que todos se desloquem das suas cidades de origem com hotéis previamente definidos, evitando transtornos de última hora.

Postado em 16 de Abril, às 10:43 por Magno Bastos 0 comentários

Vitória da Conquista sedia encontro de educadores para construção do Plano de Formação

A Secretaria da Educação, por meio do Instituto Anísio Teixeira (IAT) e Superintendência de Políticas para a Educação Básica (Suped), promove na próxima terça-feira (16/04), às 8h30, um encontro com gestores, professores e coordenadores pedagógicos dos Núcleos Territoriais de Vitória da Conquista, Itapetinga e Jequié.

A atividade será realizada no Centro Integrado de Educação Navarro de Brito (CIENB), em Vitória da Conquista e visa a construção colaborativa do Plano de Formação Continuada dos Profissionais da Educação. Este será o quinto encontro realizado e mais de 1300 professores, coordenadores pedagógicos e gestores já colaboraram para esta construção.

"São números que trazem um sentido e dão um significado importante para a elaboração do Plano de Formação. São as vozes de quem está chegando agora na rede, a exemplo dos novos coordenadores pedagógicos, mas também de quem já tem mais tempo, como os gestores e professores. Fazer essa escuta e escrever junto com eles é fundamental”, informou a diretora geral do Instituto Anísio Teixeira, Cybele Amado, que comemora a ampla participação".

O último encontro, realizado em Itabuna, contou com mais de 200 profissionais da educação. Presente na atividade, o educador Anderson Cardoso Guimarães, do Colégio Estadual 13 de Junho do município de São José da Vitória comemorou a proposta do IAT em ouvir e escrever o Plano de Formação junto com os educadores. "Considero muito importante o Instituto Anísio Teixeira vir até os educadores e fazer essa escuta, que é algo difícil. Quando o IAT vem ao interior, chega até às escolas e faz essa essa escuta, reunindo educadores a gente percebe o quanto de coisas boas temos na educação e do que ainda precisamos acrescer", afirmou o educador.

Depois de Vitória da Conquista, outros sete encontros para a construção do plano serão realizados nos polos formativos, alcançando todos os Territórios de Identidade. Os próximos serão em Caetité dia 17/04 e Itaberaba, dia 22/04.

Postado em 15 de Abril, às 15:13 por Yago Lázaro 0 comentários

Bahia receberá secretários do Nordeste para discutir agenda de aprendizagem

Salvador receberá os secretários estaduais de Educação da Região Nordeste no próximo dia 15 de abril, . Eles serão recepcionados pelo secretário de Educação do Estado da Bahia, Jerônimo Rodrigues, e pelo vice-presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), o secretário Fred Amancio, de Pernambuco. Entre os temas a serem discutidos na reunião estão uma agenda de prioridades para a Educação dos Estados, denominada Agenda da Aprendizagem,  e políticas integradas e específicas para a região.

O secretário Jerônimo Rodrigues falou sobre a construção desta agenda comum. “Já estamos desenvolvendo na Bahia um trabalho para o fortalecimento do ensino e da aprendizagem, mobilizando os gestores, educadores e as comunidades escolares. Estas ações vêm muito alinhadas com esta Agenda de Aprendizagem que o CONSED pretende criar, para podemos compatibilizar um desejo específico da Bahia com uma pauta nacional”, disse.

O secretário Jerônimo destacou, ainda, a importância deste encontro na Bahia. “Esta reunião aqui na Bahia tem o objetivo de discutir esta agenda dentro do conselho, que nos dá um respaldo técnico, político, de informações e assessoria, além de ser uma valiosa oportunidade de trocarmos experiências com outros Estados”, destacou.

Sobre a Agenda da Aprendizagem - A Agenda da Aprendizagem é um conjunto de ações que serão desenvolvidas em regime de colaboração entre União, Estados e Municípios. Ela foi elaborada pelo CONSED e pela União dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME). O documento vai nortear a colaboração entre Estados e municípios no próximo biênio e está dividida em duas partes: uma voltada ao Ministério da Educação, com as demandas consideradas urgentes para os Estados e municípios. A segunda contém os temas estratégicos para o biênio 2019/2020.

Postado em 12 de Abril, às 21:33 por Adileuza Barreto 0 comentários

Professora disponibiliza mala de livros na escola e incentiva gosto pela leitura em Jaguaquara

Uma mala recheada de livros de Literatura chama a atenção por quem passa no pátio do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Alimento e Recursos Naturais Pio XII, localizado no município de Jaguaquara. Quem se interessar por algum exemplar, pode levá-lo para casa com o único compromisso: devolvê-lo tão logo faça a leitura. Não precisa assinar o nome em nenhuma lista, nem tem limite de prazo para a devolução. A iniciativa, proposta pela professora Ilana Cardoso, tem como objetivo incentivar o ato de ler, o cuidado com os livros e o senso de responsabilidade dos alunos da unidade escolar da rede estadual de ensino. O projeto, batizado de “Mala Literária”, já tem repercussão positiva, considerando o aumento de rotatividade em apenas um mês de quando foi criado.

A mala de livros de autores importantes da Literatura Brasileira, como Machado de Assis, Graciliano Ramos, Guimarães Rosa e Jorge Amado, colocada no pátio da unidade escolar, começou com publicações doadas pela professora Ilana. Com o passar dos dias, novos volumes foram cedidos pelos próprios estudantes, estimulando a leitura do gênero entre os alunos. Foi o caso de Amanda Carla Reis, 17, 3º ano do Ensino Médio, que mesmo já sendo uma leitora assídua, ficou encantada com o projeto.

“ Com o Mala Literária, a gente tem contato com diversas obras clássicas, como Dom Casmurro (Machado de Assis), e a leitura nos leva a outros universos e vamos ganhando novos conhecimentos. Duas colegas minhas, por exemplo, não tinham o hábito da leitura. Comecei a estimulá-las a olhar a mala e, hoje em dia, elas estão sempre pegando um livro para ler”, conta a aluna, que é vice-líder de classe e membro do colegiado escolar.

A professora Ilana Cardoso testemunha que o "Mala Literária" têm modificado a rotina da escola, tornando o espaço educativo mais plural e democrático, já que o projeto contempla todos os alunos do CEEP. “A liberdade de pegar os livros do interesse de cada um é o diferencial desse projeto. Ao mesmo tempo que promovemos o incentivo à leitura, estamos incutindo nos estudantes o senso da responsabilidade. Isto porque não há ninguém fiscalizando quem pega emprestado os livros. Simplesmente, o aluno pega e devolve, com a consciência de que os colegas também terão direito de usufruir do exemplar que está na sua mão”, relata a educadora.

Postado em 12 de Abril, às 14:33 por Yago Lázaro 0 comentários

No XVIII Fórum da UNDIME, advogado fala sobre os precatórios do FUNDEF

A última plenária do XVIII Fórum Ordinário da UNDIME Bahia, agora um tema ainda carente de maiores esclarecimentos junto aos municípios. Os precatórios na área educacional.

Em setembro de 2017, o STF condenou a União a fazer indenizar os estados e cidades prejudicados e de lá para cá muitas discussões à certa desta temática tem acontecido em todo país.

Estima-se que essa diferença seja de mais de 50 Bilhões de Reais em todo países E será paga em Precatórios já que os valores individuais são muito altos.

Para o Advogado, que é Assessor Jurídico da UNDIME Nacional, essa deve ser uma causa de todos. “Para que não tenhamos mais uma vez o ‘ouro de tolo’, precisamos compreender que está é uma questão que não tem bandeira partidári”.

Ele ainda acrescentou que neste momento em que se discutem questões das mais diversas, uma certeza. “Não se deve pagar professores com estes precatórios, até por que já existe uma sentença julgada pelo STF sobre essa questão”.

Postado em 12 de Abril, às 11:49 por Magno Bastos 0 comentários

Relato de Jayse Ferreira um dos 50 professores Global Teacher Prize

Dois professores brasileiros estão na lista dos 50 melhores educadores do mundo.

Eles vão para a final do Global Teacher Prize, considerado o “prêmio Nobel da Educação”.

São os professores Débora Garofalo, de tecnologias, da EMEF Ary Parreiras, em São Paulo, e Jayse Ferreira, professor de Educação Artística na Escola de Referência em Itambé, Pernambuco.

Jayse participou nesta sexta-feira (12) do XVIII da UNDIME Bahia que acontece em Salvador e emocionou os participantes com seus relatos.

“Eu luto muito hoje pela escola pública, por muita gentes pensa que a escola pública não produz nada de bom”, enfatiza Jayse arrancando aplausos dos participantes.

Postado em 12 de Abril, às 10:55 por Magno Bastos 0 comentários

UNDIME apresenta a Plataforma Conviva para a gestão educacional

O início do último dia do XVIII Fórum da UNDIME Bahia que acontece em Salvador, começa com uma palestra de Milene Costa, Coordenadora da Frente de Formação do Conviva.

Ela fala sobre os benefícios da plataforma para a gestão das secretarias municipais de educação. “Neste momento em que a necessidade de ter a informação segura e prática é imprescindível, a por isso a plataforma surge com esse objetivo”.

Milene lembra que a ferramenta está sendo atualizada constantemente. “O Conviva é feito pelos Dirigentes, para os Dirigentes e além de poder ser um local onde as secretarias podem organizar todas as ações realizadas e desenvolvidas em sua rede”.

Postado em 12 de Abril, às 09:49 por Magno Bastos 0 comentários

Eleita durante o XVIII Fórum a Nova Diretoria para o próximo Biênio da UNDIME Bahia

Aconteceu na tarde desta quinta-feira (11) durante o XVIII Fórum Ordinário da UNDIME Bahia, a eleição para a Nova Diretoria da Seccional Bahia para o próximo biênio.

Presidente o Williams Panfile Santos Brandão e como Vice-presidente Raimundo Pereira Gonçalves Filho, Secretária de Coordenação Técnica Soelma Silva Santos e o como Suplente Manuela Teixeira Silva Nery de Almeida, Secretária de Articulação municipal, Isa Dourado Neto de Abreu Bacelar e suplente Edna Alves Pereira da Silva, Secretária de Finanças, Gleide Almeida Souza Malaquias e Suplente Cinthia Barreto Santos Souza, Secretária de Comunicação, Sonia Ferreira dos Santos Batista e Suplente, Maria Aparecida Rosa da Silva Santos.

Conselho Fiscal com os titulares, Roberta Carneiro Vasconcelos, Flávio Vasco de Araújo e Lucinete Alves Silva. Suplentes, Enoque Francisco de Jesus, Ariomar Oliveira da Cruz e Nogma Eliônia Alves de Andrade Britto.

Conselho Nacional de Representantes com os titulares, Maria Cristiane Correia Maia, Perpétua Maria Boaventura Sampaio, Wendel Oliveira Leite e os suplentes Andrea Morais dos Santos, Iamara Junqueira Sousa Carvalho e Acácia Barbosa dos Santos Souza.

Foram eleitos também para a presidência dos pólos (Diretoria Territorial): Território 01, Irecê, Acácia Barbosa dos Santos Souza. Território 02, Velho Chico, Maria Aparecida Rosa da Silva Santos. Território 03, Chapada Diamantina, Enoque Francisco de Jesus. Território 04, Sisal, Manuela Teixeira Silva Nery de Almeida. Território 05, Litoral Sul, Roberta Carneiro Vasconcelos. Território 06, Baixo Sul, Viviane Santos Aragão. Território 7, Extremo Sul, Nathalia Carolino Costa Pereira. Território 08, Médio Sudoeste, Andrea Morais dos Santos. Território 10, Sertão do São Francisco, Ducilene Soares Silva Kestering. Território 11, Bacia do Rio Grande, Flavio Vasco de Araújo. Território 13, Sertão Produtivo, Iamara Junqueira Sousa Carvalho. Território 14, Piemonte do Paraguaçú, Nogma Elioenia Alves de Andrade Britto. Território 18, Litoral Norte e Agreste Baiano, Cristina Mattos. Território 21, Recôncavo, Cinthia Barreto Santos Souza. Território 22, Médio Rio de Contas, Juliana Barbosa de Andrade Sampaio. Território 25, Piemonte Norte do Itapicuru, Maria Cristiane Correia Maia. Os demais Territórios indicarão os seus delegados posteriormente.

Também foram eleitos os 14 (quatorze) Delegados que representarão a UNDIME no XVII Fórum Nacional da UNDME bem como os seus suplentes:  1. Soelma Silva Santos, 2. Edna Alves Pereira da Silva, 3.  Isa Dourado Neto de Abreu Bacelar, 4 – Cristina Mattos, 5 – Maria Aparecida Rosa da Silva Santos, 6 – Roberta Carneiro Vasconcelos, 7 – Viviane Santos Aragão, 8 -  Raimundo Rereira Gonçalves Filho, 9 – Iamara Junqueira Sousa Carvalho, 10 – Gleide Almeida Souza Malaquias, 11 -  Lucinete Alves Silva, 12 – Andrea Morais dos Santos, 13 – Enoque Francisco de Jesus, 14 – Manuela Teixeira Silva Nery de Almeida, além dos suplentes: Acácia Barbosa dos Santos Souza, Juliana Barbosa de Andrade, Suzana Lopes Teixeira e Mariomar Oliveira da Cruz.

Postado em 11 de Abril, às 18:14 por Magno Bastos 0 comentários

Oficinas ficam lotadas no penúltimo dia do XVIII Fórum da UNDIME Bahia

Na tarde desta quinta-feira (11),  quatro oficinas movimentaram o XVIII Fórum Ordinário da UNDIME Bahia que segue até esta sexta-feira (12) no Hotel Fiesta em salvador.

Ações do CME para o Fortalecimento do Sistema de Ensino, conduzida pela Professora Gilvânia Nascimento, Oficina exclusiva para Conselheiros do CME

e público alvo as Equipes Pedagógicas da SME, Gestores e Coordenadores Escolares.

Gestão Democrática: Conselhos Escolares como possibilidades da vivência da escola democrática, na mediação de Adaires que é Articulador Conviva no Tocantins.

Descoisificando as Coisas Coisadas da BNCC no Ensino Fundamental com Rosemary Ramos, que Ph.d ISEO pela Unifacs.

Educação Infantil, Os Campos de Experiência na prática cotidiana das escolas, sob a responsabilidade da Professora Cybele Amado, Diretora do IAT – Instituto Anísio Teixeira.

Proposta Pedagógica e os processos da Avaliação da aprendizagem, conduzida pelo Professor Mestre Renê Silva e público alvo os DME’s - Dirigentes Municipais de Educação.

A Oficina do FNDE / PAR aconteceu o dia inteiro.

Entre às 15 e 18horas aconteceu a apresentação de apenas uma chapa para Diretoria Biênio 2019/2021, reconduzindo o Professor Williams Panfile para mais dois anos à frente da seccional que agora conta com Raimundo Pereira como Vice-Presidente.

Postado em 11 de Abril, às 17:16 por Magno Bastos 0 comentários

Próximo








Enquetes


Categorias

Áudios Cidades Colunas Educação Entretenimento Esportes Mensagens PodCast Polícia Política Publicidade Saúde Tempo

Rede Criativa

Mídia Notícias Rádio Hoje Brasil Repórter Hoje

Cidades

Amargosa Baixo Sul Brejões Elísio Medrado Itatim Laje Milagres Piemonte do Paraguaçú Recôncavo Baiano Salvador e RMS Santo Antonio de Jesus São Miguel das Matas Ubaíra Vale do Jiquiriçá Varzedo Vitória da Conquista e Sudoeste
Anunciar | Você Repórter | Termos de Uso | Contato | Expediente
©Copyright - Criativa On Line - Rede Criativa de Comunicação
A Força da Comunicação na Internet! 25/04/2019 01:56