Notícias

Educação Infantil é ainda um grande desafio em todos os municípios do país

  por Redação Criativa - 11/08/2017 23:05
Fonte | Foto: UNDIME

Pauta do 16º Fórum Nacional da UNDIME em Fortaleza.

A Educação Infantil é um direito constitucional, contudo, ainda é um dos grandes desafios do país. Por isso, educadores e ativistas da área educacional defendem com ênfase que políticas já aprovadas sejam, de fato, implementadas e que o acesso a creches e pré-escolas seja ampliado e tenha como meta a melhoria da qualidade.

“A creche faz parte do sistema de educação pública”, destaca Claudius Ceccon, coordenador da Secretaria Executiva da Rede Nacional Primeira Infância (RNPI), que apoiou o movimento Fraldas Pintadas para incluir as creches no Fundo Nacional da Educação Básica (Fundeb). A ele se junta Silvia Helena Vieira Cruz, do Movimento Interfóruns de Educação lnfantil do Brasif (MIEIB), para quem a oferta de creches e escolas poderia apresentar um potente instrumento de diminuição das desigualdades sociais do país. “Isso sem que a gente se esqueça que o acesso e a qualidade ainda são limitados e frágeis”, ressalta ao lembrar que atualmente mais de quatro milhões de crianças brasileiras não têm acesso à educação infantil, sendo as pertencentes às classes sociais mais baixas, as mais atingidas.

É sabido que os cuidados dispensados às crianças na primeira infância serão fundamentais para a formação do cidadão, ponto que deve ser levado em conta, seja por familiares ou por agentes educacionais. “Os primeiros anos de vida são fundamentais para o desenvolvimento psicológico e social. É nessa fase que as habilidades da criança se desenvolvem e que as crianças em vulnerabilidade precisam ser cuidadas”, alerta Ceccon.

Cientes ou não disso, muitos pais ou responsáveis têm recorrido à justiça como forma de garantir vagas em creches e escolas, uma vez que devido a diversos fatores, em especial o financeiro, nem sempre é possível atender a todos. E, aí se pode cair em uma armadilha: a da judicialização. Mas o que vem a ser isso? Em termos bem gerais, significa solicitar a intervenção judicial para garantir o acesso à educação. “Claro que isso constitui responsabilidade de processo, mas o Judiciário precisa conhecer a política pública de educação e a partir disso fazer o controle dela. Muitas vezes as decisões vem de juizes que não conhecem o que foi construído. Isso é muito complexo.”, aponta Tiago Mesquita Teles de Carvalho, representante da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe).

+ Educação

Comentários

Veja Mais


Últimas Notícias





Gutscheine Groupon
Códigos descuento Groupon
Instagram



Enquetes


Categorias

Áudios Cidades Colunas Educação Entretenimento Esportes PodCast Polícia Política Publicidade Riviera Amargosa Saúde Tempo

Rede Criativa

Mídia Notícias Rádio Hoje Brasil Repórter Hoje

Cidades

Amargosa Brejões Elísio Medrado Itatim Laje Recôncavo Salvador Santo Antonio de Jesus São Miguel das Matas Vale do Jiquiriçá Varzedo
Anunciar | Você Repórter | Termos de Uso | Contato | Expediente
©Copyright - Criativa On Line - Rede Criativa de Comunicação
A Força da Comunicação na Internet! 19/08/2017 13:37