Notícias

Estudantes de Maracás desenvolvem carrapaticida para ajudar produtores rurais

  por Cristóvão Guimarães - 12/01/2018 18:08

O objetivo do Colégio Estadual Edilson Freire é combater os carrapatos em animais bovinos.

Com o objetivo de combater os carrapatos em animais bovinos, um grupo de estudantes do curso técnico em Agropecuária, do Colégio Estadual Edilson Freire, localizado em Maracás, no Centro-Sul baiano, desenvolveram um carrapaticida alternativo à base de plantas encontradas na região, como o nim, a aroeira e a babosa.

A solução de baixo custo é fruto do projeto de pesquisa chamado “NIARBS – carrapaticida alternativo”, que visa auxiliar os produtores rurais.Juliana Meira Silva, 18, que acabou de concluir o curso juntamente com as demais integrantes do grupo, destaca os benefícios do carrapaticida.

“Fizemos várias pesquisas para chegar a este produto natural que, por não conter nenhum composto químico, não agride os animais, os produtores rurais e nem o meio ambiente”, informa. Sua colega Gleice dos Santos, 19, destaca as propriedades das plantas utilizadas.

“Pesquisamos e estudamos sobre as composições de cada uma das plantas para encontrar a melhor combinação que apresentasse o resultado esperado. O nim possui propriedades antissépticas, curativas, anti-inflamatória e inseticida. A aroeira também é anti-inflamatória e a babosa é antimicrobiana, antioxidante, cicatrizante, anti-inflamatória e hidratante”, revela.

Para a obtenção do NIARBS, os estudantes maceraram 150g de folhas de nim com 100g de folhas de aroeira e adicionaram 800 ml de água. Ao sumo adquirido e coado foi acrescentado 200 ml de babosa, que é um gel obtido através do corte e escoamento da planta. Depois de pronta, a solução foi colocada em um aplicador improvisado e aplicada no dorso e nas áreas afetadas do bovino de uma fazenda da localidade.

Após a aplicação, foi observada a diminuição progressiva dos carrapatos.

A professora e orientadora do projeto, Jucimara Queiroz de Oliveira, ressalta a importância da iniciativa para os estudantes. “Participando do projeto eles passaram, de fato, a entender que a pesquisa está para além da investigação. Assim, o projeto contribuiu de forma significativa para o aprendizado e crescimento pessoal dos alunos”. 

+ Educação

Comentários

Veja Mais


Últimas Notícias








Enquetes


Categorias

Áudios Cidades Colunas Educação Entretenimento Esportes PodCast Polícia Política Publicidade Riviera Amargosa Saúde Tempo

Rede Criativa

Mídia Notícias Rádio Hoje Brasil Repórter Hoje

Cidades

Amargosa Brejões Elísio Medrado Itatim Laje Recôncavo Salvador Santo Antonio de Jesus São Miguel das Matas Vale do Jiquiriçá Varzedo
Anunciar | Você Repórter | Termos de Uso | Contato | Expediente
©Copyright - Criativa On Line - Rede Criativa de Comunicação
A Força da Comunicação na Internet! 16/01/2018 19:29