Notícias

Estudantes da Rede Estadual terá Festival de Teatro aberto ao público

O Festival Estudantil de Teatro (FESTE) é uma das novidades do 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, que será realizado pela Secretaria da Educação do Estado, de terça a quinta-feira (21 a 23), com entrada gratuita, na Arena Fonte Nova, em Salvador. O FESTE envolve 54 estudantes que irão apresentar distintos gêneros teatrais (auto, comédia, drama, fantoche, ópera, revista, tragédia, tragicomédia) e  expressar, através da dramaturgia, a pluralidade cultural das sociedades e arte da dramaturgia presente nas escolas estaduais. Os espetáculos do FESTE acontecerão na quinta-feira (23), das 14h às 16h, no nível 6 da Arena.

Para este grande momento, os estudantes finalistas, vindos de várias partes da Bahia, estão participando de oficinas de artes cênicas no Teatro Castro Alves, em Salvador. A atividade iniciada no último sábado (18), e que segue até a próxima quarta (22). De acordo com um dos instrutores da oficina, o preparador vocal e professor de canto Marcelo Jardins, durante as aulas da oficina, os estudantes prepararam o corpo e a voz para agir em cena.

“O nosso propósito é qualificar o trabalho deles e dar um suporte técnico fazendo com que a gente interfira o mínimo na proposta dos alunos mas, que ao mesmo tempo, a gente consiga limpar coisas, qualificá-los e dar estrutura para que eles possam evoluir dentro do trabalho deles e, também, como artistas”, explica.

A estudante D.F, 18, do Colégio Estadual Duque de Caxias, localizado em Barreiras, conta que está aproveitando ao máximo as aulas da oficina. “É uma oportunidade muito rica de incrementar o nosso espetáculo, pois estamos aprendendo várias técnicas que vamos levar para a nossa vida e aplicar em outras peças teatrais”, diz, entusiasmada.
Para O.R, 18, que faz o 2º ano no Colégio Modelo, em Juazeiro, afirma que já começou a colocar em práticas algumas dicas que vem aprendendo da oficina. “Estou muito feliz de estar pela primeira vez em Salvador e aprendendo muito sobre teatro com profissionais que realmente entendem de teatro. Gostei bastante das dicas rápidas que eles passaram, que parecem simples a princípios, mas que muda o contexto de uma cena completamente”, revela o estudante.

Sobre o FESTE - O projeto Festival Estudantil de Teatro (Feste) é uma das experiências em políticas culturais com a juventude estudantil, desenvolvidas pela Secretaria da Educação do Estado para avivar o debate e incrementar as práticas artísticas e culturais nos campos da história, da arte, do patrimônio, da juventude e da democratização desses saberes, com vistas ao desenvolvimento das artes cênicas nos contextos escolares.

Postado em 20 de Novembro, às 16:56 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Público terá acesso a simulador de voo e experimentos com robótica

O Simulador de Voo, equipamento instalado em uma cabine de avião e que contribui para os ensinamentos de disciplinas como Geografia, Física, Matemática e Inglês para os estudantes que fazem o curso de piloto virtual, no Centro Juvenil de Ciência e Cultura (CJCC), em Salvador, estará aberto para a participação do público, durante o 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, promovido pela Secretaria da Educação do Estado, de 21 a 23/11, na Arena Fonte Nova. O Encontro é a culminância dos projetos de arte, cultura, esporte, ciência, tecnologia, empreendedorismo e inovação, que foram desenvolvidos pelos estudantes durante o ano letivo de 2016. Serão mais de 4 mil estudantes expositores de todos os 27 Núcleos Territoriais de Educação no Encontro, que será aberto ao público, das 8h às 18h.
 
No simulador de voo, o participante experimentará a sensação de pilotar um avião. O equipamento será instalado no nível 5 da Arena Fonte Nova. O CJCC também irá apresentar projetos como a “Caixa Preta”, a “Arena Interativa”, a Mostra de Experimentos e a Tenda Digital. Todos sãoatividades promovidas, de forma lúdica e interativa pelos Centros Juvenis, que funcionam em Salvador, Senhor do Bonfim, Itabuna, Barreiras e Vitória da Conquista. Nestes Centros, os estudantes das escolas estaduais participam de diversas oficinas e cursos, no turno oposto aos quais estão matriculados no ensino regular.
 
Na Arena Interativa, o visitante poderá checar uma mostra das realizações envolvendo robótica na rede estadual, dividida em grandes ações: futebol de robôs (controlado pelos estudantes através de dispositivos móveis); micro competição de robôs (montagem, configuração, programação e micro competição de robôs para resgate); criação de robôs de resgate com lixo eletrônico; autorama (dois carrinhos movidos mediante energia gerada por bicicletas ergométricas); wall-e robô com arduíno (o robô percebe a presença de pessoas e se desloca na direção delas). Os estudantes da rede estadual têm conquistado projeção nacional com as experiências de robótica do CJCC. Em agosto, os estudantes do CJCC de Vitória da Conquista receberam Menção Honrosa da Sociedade Brasileira pelo Progresso da Ciência (SBPC), durante a 69ª reunião anual, em Belo Horizonte, e conquistaram o prêmio Maker na etapa baiana da Olímpíada Brasileira de Robótica, realizada como parte da programação da Campus Party, em Salvador.

 

Tenda digital - Outro destaque do CJCC na Encontro Estudantil será a Tenda Digital, que busca pro­mover a in­te­ra­ti­vi­dade dos es­tu­dantes através da edição de ví­deos e mostras de con­teúdos di­gi­tais edu­ca­ci­o­nais. Como nas edições anteriores do Encontro Estudantil, o espaço criado pelo CJCC é uma oportunidade de aprendizagem para os estudantes, que têm um contato direto com aplicativos digitais.
 
Quem for ao Encontro Estudantil, vai também poder entrar na Caixa Preta,uma instalação artístico-científica que gira em torno da luz e da escuridão. São quatro ambientes que surpreendem os estudantes, despertando a curiosidade científica e apresentando a arte de forma inspiradora. O projeto possibilita uma experiência imersiva dos alunos no campo da Ciência, por meio da interação com arte e tecnologia. 
 
Aplicativos - Na Mostra de Experimentos, por sua vez, as pesquisas e produções desenvolvidas nas unidades dos Centros Juvenis de Ciência e Cultura estarão expostas. São elas: Aplicativo: faça uma viagem por meio do aplicativo CJCC e fique por dentro dos cursos oferecidos, horários, atividades livres, além de participar de uma sala de bate-papo; Choices: jogo interativo de educação alimentar com 18 cartas digitais com perguntas sobre o comportamento do participante; Sustentabilidade: animação interativa de Educação Ambiental que verifica atitudes sustentáveis do usuário e registra suas respostas; Ligando a luz no grito: componentes que acionam equipamentos elétricos com uma emissão de som; Ligando a luz no toque: componentes que acionam aparelhos mediante indução do toque humano; Realidade virtual: o experimento recria, por meio de card board, a sensação de realidade, levando-o a adotar essa interação como uma de suas realidades temporais; e Realidade aumentada: tecnologia móvel da computação em tablets dotados de conexão online.

Postado em 17 de Novembro, às 17:49 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Palestras online e gratuitas sobre alfabetização

Para que as crianças tenham um bom rendimento escolar é importante desenvolverem a leitura e a escrita. Pensando em levar conhecimentos científicos sobre a alfabetização, o Instituto NeuroSaber promove oConAlfabetização. A programação será voltada para profissionais da educação e da saúde e também para as famílias. Totalmente online e gratuito as palestras vão acontecer dos dias 20 a 24 de novembro. Para participar basta fazer inscrição no site https://neurosaber.com.br/.
 
Os encontros vão ser ministrados ao vivo, sem reprise, nos seguintes horários: 10h, 15h e 20h30. Para assistir, é necessário estar online no dispositivo eletrônico (celular, tablet, notebook ou computador) pontualmente e entrar na sala de transmissão.
 
De acordo com o neuropediatra Clay Brites e a psicopedagoga Luciana Brites, fundadores do Instituto NeuroSaber, o evento irá abordar metodologias com evidências científicas de alfabetização expondo o grande motivo da falta de estratégias nesse sentido e por que tantas crianças acabam o ano letivo sem saber ler e escrever.
 
Motivação para o congresso
Os fatores que mais motivaram a realização do congresso foram os últimos resultados da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), que mostraram claramente o estado de calamidade da alfabetização brasileira. Os dados apresentados pelo Ministério da Educação (MEC), que divulgou os resultados da ANA, revelaram que mais da metade dos alunos do 3º ano têm nível insuficiente em leitura e em matemática.
 
Segundo o neuropediatra Clay Brites, o cenário atual é resultado de uma estratégia ineficiente do poder público em ajudar os professores a entenderem o que e como fazer para melhorar os índices de alfabetização no Brasil.
 
Para a psicopedagoga Luciana Brites, o que se observa atualmente nas escolas é uma estratégia muitas vezes sem evidências científicas. E quem “paga o preço” são as crianças.
 
- São raros os profissionais que conseguem alfabetizar uma criança na idade certa. E a culpa não é deles. Mas, sim, da sua formação que não deu o suporte necessário para tal - alerta.
 
Sobre o evento
O ConAlfabetização reunirá 10 palestrantes de renome em um conjunto de 15 palestras, que poderão ser assistidas por profissionais das áreas de saúde e educação e também famílias. Muitos temas serão inéditos, e para participar é preciso realizar um cadastro no site para reservar uma vaga nas salas de transmissão online das palestras.
 
Sobre a Neuro Saber
O projeto nasceu da necessidade de auxiliar familiares, professores, psicólogos, fonoaudiólogos, psicopedagogos, terapeutas ocupacionais, médicos e demais interessados na compreensão sobre transtornos de aprendizagem e comportamento. A iniciativa tem como objetivo compartilhar informações valiosas para impactar as áreas da saúde e educação, além de unir especialistas do Brasil e do exterior.
 
Programação
 
Segunda-Feira, 20 de Novembro
 
10:00 - Mecanismos Neurocientíficos da Leitura e Escrita: Como a criança aprende a ler e a escrever
Dr. Clay Brites Neuropediatra.
 
15:00 - Período Preparatório: Atividades para estimular a Alfabetização
Luciana Brites - Psicopedagoga e psicomotricista.
 
20:30 - Método Fônico
Alessandra Gotuzo Seabra.
 
Terça-Feira, 21 de Novembro
 
10:00 - Métodos de Alfabetização: O que dizem as pesquisas em Neurociências?
Dr. Clay Brites Neuropediatra.
 
15:00 - Alfabetizando crianças e adolescentes com Dislexia
Angela Nico - Vice-presidente da Associação Brasileira de Dislexia - ABD
 
20:30 - Mapeamento computadorizado de 2,6 milhões de relações entre unidades de Escrita
Dr. Fernando Capovilla - Especialista em distúrbios da comunicação e da linguagem
 
Quarta-Feira, 22 de Novembro
 
10:00 - Consciência Fonológica e sua importância no processo de Alfabetização
Luciana Brites - Psicopedagoga e psicomotricista
 
15:00 - Alfabetização de crianças com Autismo: um passo a passo
Dra. Dayse Serra - Especialista e Pesquisadora em Autismo
 
20:30 - Recursos para a Educação de Surdos: Sistema computadorizado de busca (resgate lexical) de sinais de Libras, Dicionários de Libras, Enciclopédia de Libras, o Manual de Libras e Saúde.
Dr. Fernando Capovilla - PhD em distúrbios da comunicação e da linguagem
 
Quinta-Feira, 23 de Novembro
 
10:00 - Sinais precoces de problemas na Alfabetização
Dra. Tatiana Riechi - Neuropsicóloga
 
15:00 - Estimulação Musical e Alfabetização: atividades práticas
Júnior Cadima -Neuropsicopedagogo
 
20:30 - Avaliação de Habilidades preliminares de leitura e Escrita no Início da Alfabetização
Dra Talita Pazeto - Pedagoga, Psicopedagoga, Mestre e Doutora em Distúrbios do Desenvolvimento
 
Sexta-Feira, 24 de Novembro
 
10:00 - Jogos, brinquedos e brincadeiras: a estimulação lúdica do processo de alfabetização
Osvaldir Viegas - Filósofo, Educador e criador da Oficina do Aprendiz
 
15:00 - Atividades Psicomotoras e Alfabetização
Luciana Brites - Psicopedagoga e psicomotricista
 
20:30 - Da Garatuja a Letra Cursiva: estimulando os processos de Escrita da Criança
Luciana Brites - Psicopedagoga e psicomotricista

Postado em 17 de Novembro, às 17:45 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Estudante da rede estadual recebe medalha de ouro na Olimpíada

Diante de um lotado Theatro Municipal do Rio de Janeiro, o estudante Dickson Ferreira dos Santos, 15 anos, morador do município de Araci (223 km de Salvador), recebeu a medalha de ouro pela participação na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP 2016), nesta terça-feira (14). Esta foi a terceira medalha de ouro da OBMEP que o estudante do 3º ano do Ensino Médio por Intermediação Tecnológica (EMITec) conquistou. A coleção nas competições que participou, no entanto, já chega à soma de 11 medalhas.  
 
O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destaca que o protagonismo dos estudantes da Bahia em competições, feiras e mostras nacionais e até internacionais é um estímulo para que mais jovens busquem o caminho da educação para trilhar seus projetos de vida. “Um jovem do distrito de Pedra Alta, portanto, distante da sede do município, tem amplo acesso à educação através de um projeto que amplia a capilaridade da rede, que é o EMITec, atendendo 21.120 estudantes que moram em áreas remotas da Bahia, chegando a 414 localidades, em 150 municípios”, destaca Pinheiro.
 
Através do EMITec, Dickson assiste às aulas no Instituto Educacional de Pedra Altas, que são transmitidas via satélite, em tempo real, com professores diretamente dos estúdios instalados no Instituto Anísio Teixeira, em Salvador. Ele fala que o fato de estudar perto de casa, otimiza o seu tempo. “O EMITec é bem importante para estudantes de baixa renda que não têm condições de ir para outro lugar e os professores são bem qualificados. Estudar pelo EMITec é importante para mim porque não precisei mudar para uma cidade maior par estudar”, ressaltou.
 
Filho de professores da educação infantil, Dickson diz que só se interessou pela Matemática quando resolveu participar da primeira OBMEP, em 2012. “Depois disso, eu tomei gosto e fui participar de um curso de iniciação científica, quando fui bolsista do CNPq. Então, me apaixonei pela Matemática e comecei a estudar cada vez mais. Acho que vou fazer Engenharia Mecatrônica e ou alguma outra coisa que relacione a Matemática e a Física.  Então, a Matemática sempre vai fazer parte da minha vida”, disse.
 
Durante a cerimônia, 501 estudantes de todo o Brasil receberam medalhas de ouro. Eles são protagonistas de uma mesma história: conquistaram, entre 17,8 milhões de participantes, a medalha de ouro na OBMEP 2016. Em sua 12ª edição, a maior olimpíada estudantil do país, destinada a alunos do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio, reuniu  concorrentes de 99,6% dos municípios brasileiros. Além dos 501 medalhistas de ouro, 1.500 conquistaram prata; 4.500 bronze; e 42.482 foram agraciados com menções honrosas. Das 47.474 escolas inscritas na primeira fase em 2016, 13.930 são rurais. Elas participaram com 1,6 milhão de alunos – 322 deles conquistaram medalhas.

Postado em 17 de Novembro, às 15:56 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Cerimônia de celebração do 12ª edição do Prêmio Itaú-Unicef

Na terça-feira (14/11), foi realizada a cerimônia de celebração que anunciou as parcerias entre organizações da sociedade civil (OSCs) e escolas públicas premiadas pelas Regionais Recife da 12ª edição do Prêmio Itaú-Unicef, que compreende todas as ações da Região Nordeste do país.

Das 12 parcerias que estavam concorrendo à premiação regional, 4 conquistaram o prêmio. Saiba quais são.

Juventude comunica direitos

A ação vencedora da Regional Recife na categoria grande porte destaca-se ao promover o protagonismo juvenil, promovendo a formação e mobilização em temas como direitos das crianças e adolescentes, em especial  às relações de gênero no campo, em sete comunidades rurais de Trairi (Ceará).

A ação, que envolve a formação nas escolas rurais com professores, famílias, crianças e adolescentes, é resultado da parceria entre o Centro de Estudos do Trabalho e de Assessoria ao Trabalhador  e E.E.F. Carlos Ferreira Barbosa. Entre as atividades realizadas, estão: formação temática para jovens e adolescentes; formação instrumental em linguagens e comunicação popular para jovens e adolescentes; criação e montagem de 2 teatros-fórum temáticos acerca dos conteúdos das oficinas; realização de exposições fotográficas temáticas sobre conteúdos das oficinas e de encontros de intercâmbio com todos os grupos alvo para troca de experiências.

Cordeletrando – educar, rimar e transformar

Educadores, técnicos, professores, pais e agentes sociais estão juntos nessa ação parceira para ampliar o repertório e promover a emancipação de crianças e adolescentes de Campos Sales (CE) por meio da literatura do cordel, de atividades lúdicas e de esporte, entre outras.

A ação também acompanha o desenvolvimento escolar das crianças e adolescentes participantes e realiza mensalmente a “Mala da Fantasia”, evento itinerante com apresentação de danças folclóricas, shows de sanfoneiros, cordelistas, repentistas, dramatizações, rodas de contação de histórias, além da realização de jogos e brincadeiras populares que acontece diariamente na sede da organização.

A ação, resultado da parceria entre o Conselho de Pais de Campos Sales e a E.E.I.F. José Augusto Sobrinho, conquistou o prêmio de vencedora regional na categoria médio porte.

Promovendo vivências de cidadania

Por meio da ação, 345 crianças e adolescentes de Itapiúna (CE) participam de oficinas esportivas, de arte e cultura, qualificação e inclusão digital, que buscam fortalecer potencialidades, habilidades, relações de afetividade e de solidariedade o respeito e a formação cidadã, propiciando o desenvolvimento integral de seus participantes.

A iniciativa também desenvolve oficinas de Trocas Culturais com as famílias dos participantes do projeto com atividade de artesanato, práticas de culinária com produtos da região, além de formação em temas como competência familiar e comunitária, sexualidade e gênero, preservação e educação ambiental,  Estatuto da Criança e do Adolescente, entre outros.

A ação, resultado da parceria entre o Projeto de Apoio à Criança Carente de Palmatória e a E.E.I.E.F. Centro de Educação Rural, conquistou o prêmio de vencedora regional na categoria pequeno porte.

Circulando a cultura na escola

A ação que conquistou o prêmio de vencedora regional na categoria microporte utiliza-se da cultura popular como estratégia para garantir a educação integral de crianças e adolescentes do município de Major Sales (RN).

Por isso, desenvolve atividades lúdicas diversificadas, com foco na tradição cultural da comunidade promover e difundir manifestações culturais como os Caboclos de Major Sales – Malhação de Judas, contribuindo com a construção da identidade cultural do nordeste brasileiro. Além disso, também promove a troca de saberes e rodas de conversa com famílias, entre outras ações.

A ação é resultado da parceria entre o Projeto de Apoio à Criança Carente de Palmatória e a E.E.I.E.F. Centro de Educação Rural.

Mais sobre a premiação

Com o mote Educação Integral: Parcerias em Construção, a 12ª edição do Prêmio Itaú-Unicef reconhece e estimula as parcerias entre Organizações da Sociedade Civil e as escolas públicas no desenvolvimento de ações socioeducativas que ampliem tempos, espaços e conteúdos de aprendizagem para crianças e adolescentes na faixa etária dos 6 aos 18 anos. Desde 1995, o Prêmio já recebeu mais de 17 mil inscrições, premiando iniciativas em 1.752 cidades.

Nesta fase, são reconhecidas quatro parcerias por regional, uma de cada porte orçamentário (micro, pequeno, médio e grande).

Postado em 16 de Novembro, às 15:04 por Magno Bastos 0 comentários

Estudantes irão expor 94 obras de artes visuais na Arena Fonte Nova

O Encontro será aberto ao público, das 8h às 18h, e reunirá, ao todo, mais de 4 mil estudantes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE), que irão apresentar, ainda, projetos de ciência, esporte, cultura, empreendedorismo, inovação, tecnologia e de intervenções sociais.
Pelo AVE, o público visitante poderá conferir quadros, através dos quais os alunos revelam a sua percepção de mundo – seja pela vida cultural, social, política ou religiosa – que os cerca. Este projeto tem o objetivo de estimular a criação de obras de artes visuais nos contextos escolares, assim como a va­lo­ri­zação das ex­pres­sões cul­tu­rais re­gi­o­nais, visando a am­pli­ação do co­nhe­ci­mento. Os estudantes que irão expor no Encontro Estudantil passaram por seletivas escolares e territoriais, durante o ano letivo de 2016.
 A coordenadora de Projetos Intersetoriais da Secretaria da Educação do Estado, Nide Nobre, destaca o valor das obras finalistas do AVE. “Os nossos artistas apresentam autorretratos de sua vida estudantil, bem como revelam sua visão de mundo sobre tudo ao seu redor. Não há nada na natureza e na sociedade que escape da sensibilidade deles e eles apreendem o mundo em em preto e branco e em traços coloridos, mostrando a multidisciplinaridade da vida cultural e artística em pinturas que realçam temas diversos”.
 Temáticas – Por caminhos distintos e usos de técnicas variadas, acrescenta a coordenadora, os estudantes, independente da linguagem artística, abordam a complexidade e a diversidade da vida cultural, retratando a beleza do mundo oriunda da natureza (o mar, os rios, o sol, as matas, as flores, as aves, as borboletas) e do cotidiano da vida social, das expressões de lugares reais e imaginários, do ambiente escolar e do mundo do conhecimento e das expressões e manifestações culturais (negros, índios, mestiços, mulher, corpo e sedução).
 Temas como a seca do Nordeste; o desmatamento; a violência contra a mulher, a temporalidade como expressão de vida; as diferenças sociais; a importância da leitura e a liberdade, em uma releitura nas artes visuais de Navio Negreiro, em comemoração aos 170 anos de Castro Alves, entre outros tantos, estarão estampados nos quadros de autoria dos estudantes, no Nivel 6 da Arena, durante o encontro.
 Artes visuais – Criado em 2008, o Artes Vi­suais Es­tu­dantis (AVE) trata de um pro­jeto pi­o­neiro da Secretaria da Educação do Estado, de ca­ráter edu­ca­tivo, ar­tís­tico e cul­tural, en­volvendo es­tu­dantes do 6º ano do En­sino Fun­da­mental ao 3º ano do En­sino Médio e equi­va­lentes (Edu­cação de Jo­vens e Adultos - EJA, En­sino Normal e Tec­no­ló­gico) da rede es­ta­dual, além de pro­fes­sores de Língua Por­tu­guesa, Arte e dis­ci­plinas afins, co­or­de­na­dores pe­da­gó­gicos, di­re­tores das es­colas e dos Nú­cleos Ter­ri­to­riais de Edu­cação (NTE) e téc­nicos da Se­cre­taria.
Postado em 15 de Novembro, às 12:11 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Gabarito oficial do Enem 2017 é divulgado

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou há pouco o gabarito oficial das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017, realizadas nos dias 5 e 12 de novembro. 

Correção das provas

A correção das provas é feita usando a metodologia da Teoria de Resposta ao Item (TRI), em que o valor de cada questão varia conforme o percentual de acertos e erros dos estudantes naquele item.

Dessa forma, um item em que grande número dos candidatos acertarem será considerado fácil e, por essa razão, valerá menos pontos. Já o estudante que acertar uma questão com alto índice de erros ganhará mais pontos por aquele item.

Por isso, não é possível calcular a nota final apenas contabilizando o número de erros e acertos em cada uma das provas. Dois candidatos que acertarem o mesmo número de questões podem ter pontuações diferentes.  O estudante só tem como saber a nota final no Enem quando o resultado sair.

A correção é feita por meio de um sistema de reconhecimento no qual a Fundação Getulio Vargas e a Cesgranrio extraem os dados com as respostas das questões objetivas de cada participante, durante a etapa de digitalização. Por isso, é imprescindível que o preenchimento do cartão-resposta tenha sido realizado com caneta esferográfica de tinta preta.

O Boletim de Desempenho deverá ser disponibilizado aos participantes em 19 de janeiro de 2018.

Postado em 15 de Novembro, às 09:56 por Magno Bastos 0 comentários

5º Encontro Estudantil terá 240 projetos na Feira de Ciências

Projetos de iniciação científica desenvolvidos pelos estudantes da rede estadual de ensino da capital e interior do Estado serão apresentados na 6ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA), durante o 5º Encontro Estudantil da Rede Estadual, que acontece de 21 a 23 de novembro, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

O Encontro será aberto ao público, das 8h às 18h, e reunirá, ao todo, mais de 4 mil estudantes de toda a Bahia, que irão apresentar, ainda, projetos de arte, esporte, cultura, tecnologia e de intervenções sociais.
A FECIBA reunirá 240 trabalhos finalistas, que foram selecionados após seletivas escolares e territoriais realizadas durante o ano de 2016. São experimentos e produções científicas que tratam de temas de relevância social, com foco em questões como inovação tecnológica, meio ambiente, sustentabilidade, empreendedorismo, saúde e bem-estar

. A FECIBA faz parte do Programa Ciência na Escola, cujo objetivo é despertar nos estudantes o interesse pela pesquisa científica através de projetos que buscam solucionar problemas existentes na comunidade onde eles vivem.
Os estudantes protagonistas dos projetos científicos virão de várias partes da Bahia e estarão em atendimento ao público, detalhando os seus projetos, das 9h às 17h, nos estandes montados no nível 5 da Arena Fonte Nova. A premiação dos projetos vencedores acontecerá no dia 23 de novembro, das 14h às 17h30, no auditório do nível 8. Além da exposição dos projetos científicos, os visitantes também poderão participar de atividades como mesas-redondas como “As Feiras Matemáticas” e de oficinas, a exemplo da “Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio Ambiente”.  
 
A coordenadora do Programa Ciência na Escola, Shirley Costa, destaca a importância da FECIBA. “A FECIBA é um dos principais produtos do Programa Ciência na Escola e faz parte deste grande movimento que a Bahia institucionalizou em todas as escolas da rede através da arte, cultura, ciência e literatura. São diversas linguagens sendo demonstradas nesta culminância do 5º Encontro Estudantil e esta feira representa o fechamento de um ciclo em que os estudantes vão ter a oportunidade de expor as suas produções desenvolvidas durante todo o ano de 2016. Eles vão poder socializar para os colegas e despertar o desejo de fazer parte deste grande evento”, comemora.

Postado em 15 de Novembro, às 07:31 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Presidente da Undime participa Diálogo Construtivo da BNCC, reflexão e prática

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia, por meio de Superintendência de Políticas para Educação Básica (Suped), em parceria da Undime Bahia, dar continuidade aos “Diálogos Construtivos” sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

O encontro, Diálogo Construtivo sobre a BNCC, reflexão e prática, aconteceu nesta terça-feira (14) no auditório da Secretaria da Educação, no Centro Administrativo e discutiu dentre outros temas, o Ensino Fundamental na BNCC e suas Implicações nas redes de ensino.

Para o Dirigente Municipal de Educação de Elísio Medrado e Presidente da Undime Bahia, Williams Panfile Brandão, que participou da ação, é preciso fomentar cotidianamente o que preconiza a Base e a necessidade de sua aplicabilidade.

“O maior desafio a partir de agora será sua implementação. Mais do que nunca, a formação do professor ganhará centralidade nesse processo, pois será ele quem irá possibilitar a real implementação dos princípios trazidos pelo documento”, destaca.

Williams ainda acrescenta. “A Base também nos dará clareza sobre quais conhecimentos deverão estar acessíveis aos próprios professores, de forma a fortalecer sua prática na sala de aula. As ações de formação, tanto inicial, quanto continuada, também poderão se beneficiar das novas diretrizes reunidas nesse documento e por isso a Undime fortalece a discussão, elaboração e promulgação desta política pública”.

Participaram das discussões na tarde desta terça-feira, além do Professor Williams, Henrique Pimentel da Fundação Leman e Movimento pela Base, Nei Campelo da Suped e Eleni Alves da Cope.

Postado em 14 de Novembro, às 18:13 por Magno Bastos 0 comentários

Ser Educacional recebe nota máxima do MEC na UNINASSAU Salvador

A Faculdade UNINASSAU Salvador, que pertence ao Grupo Ser Educacional, recebeu nota máxima do Ministério da Educação (MEC) na avaliação do processo de recrendenciamento de Instituição de Ensino Superior (IES). A análise, realizada pela comissão avaliadora do órgão, teve como objetivo determinar se a instituição funciona de forma regular e normativa.

O resultado da visita foi a nota máxima para a UNINASSAU Salvador, que seguiu todas as normas exigidas pelo MEC, sendo considerada uma instituição de excelência no ensino. Os critérios serviram para analisar a universidade como um todo, passando pela política de ensino, corpo docente e infra-estrutura física; até o plano de desenvolvimento institucional, responsabilidade social e a comunicação com a sociedade.

Para a diretora acadêmica do Ser Educacional, Simone Bérgamo, “a nota máxima é o reconhecimento de um trabalho diário em busca de um aperfeiçoamento não só na qualidade do ensino, mas em todos os pilares institucionais”.

Segundo a diretora da unidade Pituba, Karina Bemfica, o resultado da avaliação comprova a seriedade do trabalho feito pelos profissionais da Instituição. "A UNINASSAU Salvador está recredenciada pelo órgão maior da educação; e por isso, se destaca como uma instituição que pensa na educação como forma de transformação da sociedade. A nota máxima dada pelo MEC reflete o comprometimento da faculdade com a qualidade de ensino oferecida”, afirmou.

Postado em 14 de Novembro, às 09:23 por Redação Criativa 0 comentários

Segundo dia do Enem tem 32% de abstenção e 580 candidatos eliminados

O índice de candidatos que faltaram à segunda prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2017, realizada hoje (12), foi de 32%. Cerca de 2,15 milhões de inscritos não compareceram às provas aplicadas neste domingo. Os candidatos responderam hoje questões de matemática e ciências da natureza (química, física e biologia). 

No primeiro dia de prova, foi registrada uma abstenção de 29,8%, com cerca de 2 milhões de candidatos faltosos. No ano passado, a abstenção média nos dois dias de Enem foi de 29,19%.

Neste ano, um total de 853 candidatos foram eliminados do Enem nos dois dias de prova, sendo 273 no primeiro dia e 580 no segundo dia. A maioria foi eliminada por descumprimento de regras do edital (842), nove por terem sido identificadas irregularidades nos detectores de metais e dois por recusa do dado biométrico.

O ministro da Educação, Mendonça Filho, classificou esta edição como a mais tranquila aplicação do Enem nos últimos anos, com pouquíssimas ocorrências. Na avaliação dele, o índice de abstenção está dentro da média.

“Historicamente, o primeiro dia tem menos abstenção do que o segundo dia. É um dado que repete um comportamento padrão em exames anteriores. Não vejo isso como uma grande novidade”, disse. Ele lembrou que, a partir deste ano, o participante isento do pagamento da taxa de inscrição do Enem que não compareceu às provas e não justificar a ausência perderá o direito a nova isenção no ano que vem.

O ministro anunciou ainda que, em 2018, a inscrição no Enem será gratuita para todos os candidatos que forem aprovados no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que será aplicado no próximo domingo (19).

Segunda aplicação

Nos dias 12 e 13 de dezembro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio  Teixeira (Inep) fará a segunda aplicação anual do Enem 2017 para alunos que foram prejudicados na primeira aplicação e para as pessoas privadas de liberdade (PPL). De acordo com o instituto, um total de 3.581 alunos vão refazer as provas em dezembro por problemas na aplicação regular, como por exemplo em locais de prova em que houve corte no abastecimento de energia.

Resultados

O gabarito oficial do Enem será divulgado até a próxima quinta-feira (16) no Portal do Inep e no aplicativo do Enem. Os cadernos de questões de cada dia serão disponibilizados também no site do Inep e no aplicativo. Já o Boletim de Desempenho, que traz as notas idividuais dos participantes, deverá ser disponibilizado só  em 19 de janeiro de 2018.

O resultado do Enem pode ser usado em processos seletivos para vagas no ensino público superior, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para bolsas de estudo em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Postado em 13 de Novembro, às 11:12 por Magno Bastos 0 comentários

Diretrizes para currículo do ensino médio serão concluídas só no ano que vem

O documento que estabelece as diretrizes para os currículos das escolas de ensino médio será enviado pelo Ministério da Educação ao Conselho Nacional de Educação (CNE) só no início do ano que vem. A previsão inicial do governo era que a Base Nacional Comum Curricular do ensino médio fosse concluída até o fim deste ano.

Segundo o secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, Rossieli Soares, o adiamento aconteceu porque ainda está sendo finalizada a análise da Base Nacional Comum Curricular para a educação infantil e o ensino fundamental.

“Agora vamos concentrar todas as nossas energias aqui, mas em paralelo estamos ouvindo muitas pessoas sobre a base do ensino médio para que ela reflita tanto a reforma do ensino médio quanto outros pontos que precisam ser aperfeiçoados”, disse Rossieli.

O presidente do CNE, Eduardo Deschamps, informou que o conselho também realizará consultas sobre a base para o ensino médio, assim como fez com o documento que trata da educação infantil e do ensino fundamental. Segundo ele, por causa da reforma do ensino médio, o CNE também vai elaborar a revisão das diretrizes curriculares nacional do ensino médio.

O CNE deverá votar a proposta da base para a educação infantil e o ensino fundamental na primeira semana de dezembro. Após a aprovação, o documento ainda deverá ser homologado pelo ministro da Educação.

Postado em 09 de Novembro, às 21:37 por Magno Bastos 0 comentários

Secretaria da Educação promove o 5º Encontro Estudantil

Mais de 30 mil estudantes da rede estadual de ensino deverão participar do 5º Encontro Estudantil: ciência, arte, esporte e cultura, de 21 a 23 de novembro, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Vindos de todas as regiões do Estado, cerca de quatro mil estudantes criadores irão expor produções científicas, artísticas, esportivas e culturais desenvolvidas durante o ano letivo 2016 nas escolas. A abertura oficial será realizada no dia 21, às 9h, no Salão das Artes (Nível 6). O encontro será aberto para a visitação pública, das 8h30 às 18h.
 
O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, disse que o Encontro Estudantil reflete as políticas públicas implementadas pelo Governo do Estado da Bahia, que contribuem para uma escola mais dinâmica. “O Estado vem investindo pelo fortalecimento pedagógico nas escolas e o Encontro Estudantil é um reflexo destas ações, que promovem o protagonismo dos nossos estudantes, por meio dos projetos capitaneados pelos professores em sala de aula”, afirmou.
 
Durante estes três dias, o principal palco do futebol da Bahia abre espaço para a música, as artes visuais, a literatura, o cinema, o patrimônio, os esportes, a dança, as ciências, a matemática, a educação profissional e tecnológica, para a educação de jovens e adultos, a inovação, o empreendedorismo e a tecnologia, entre muitas outras ações formativas e educativas, por meio de projetos estruturantes desenvolvidos nos contextos escolares.
 
Os estudantes criadores dos distintos projetos artísticos que participarão dos cursos preparatórios, acompanhados de professores e coordenadores, começam a chegar à capital baiana no dia 16 de novembro, quando os estudantes iniciam a participação em diversas oficinas, como literatura, canto e expressão corporal. As ações são preparativas para as apresentações das finais de cada projeto que ocuparão os níveis 3, 4, 5 e 6 da Arena Fonte Nova, além de atividades de preparação em estúdios, hotéis e em campo para a apropriação do conhecimento.
 
Projetos – O Encontro envolverá os seguintes projetos: Festival Anual da Canção Estudantil (FACE), Artes Visuais Estudantis (AVE), Tempos de Arte Literária (TAL), Educação Patrimonial e Artística (EPA), Produção de Vídeos Estudantis (PROVE), Mostra de Dança Estudantil (DANCE), Encontro de corais (ENCANTE), Festival Estudantil de Teatro (FESTE) e a Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia (FECIBA). O evento também contará com os festivais de judô, xadrez, capoeira e Rugbyb, além de basquetebol especial, voleibol, futsal, handebol, basquete e vôlei, dos Jogos Estudantis da Rede Pública (JERP).
 
O encontro contará, ainda, com a Feira de Tecnologias Sociais da rede Estadual de Educação Profissional e Tecnológica da Bahia: território e intervenção social e com o Espaço Professor/Empreeendedor.  A atividade inclui a tenda digital, além de Simulador de Voo e da Caixa Preta, do Centro Juvenil de Ciência e Cultura.
 
Na programação, ainda, constam o segundo Encontro Estadual de Líderes de Classe, Exposição dos 10 anos do programa Todos pela Alfabetização (TOPA), contação de histórias e Transmissão do evento, ao vivo, para os estudantes das telesalas de aula do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITEC). A atividade marcará os lançamentos da Plataforma Anísio Teixeira e do Programa ‘Nas Ondas da Rede’ da Rádio Anísio Teixeira, a realização de palestras sobre a vida e obra de Anísio Teixeira, bem como de apresentações sobre o Instituto Anísio Teixeira e centros de formação de profissionais da Educação do país.

Postado em 08 de Novembro, às 10:11 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Plataforma gratuita oferece estudos para a segunda prova do Enem

A segunda fase do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) está chegando e para ajudar o aluno a se preparar nesta reta final, o BoraFacul disponibiliza em sua plataforma um plano de estudos com duração de duas horas por dia, focado nas matérias da próxima prova.

Questões de Matemática e Ciências da Natureza de provas anteriores desde 1998, estarão disponíveis para treinamento até o próximo sábado (11.11). Todas possuem vídeos explicativos apresentados por professores. Caso o aluno queira estudar um assunto especifico, basta acessar a área de pesquisa do portal e realizar a busca, todas as explicações e exercícios relacionados à procura aparecem automaticamente.

“Este ano os alunos têm um intervalo importante entre uma prova e outra. Não é momento de se matar de estudar, mas é importante não relaxar totalmente e manter cérebro o ativo para prova. Por isso criamos um plano de estudos focado em questões de Matemática e Ciências da Natureza. Dedicando duas horas por dia, o aluno revisa questões relevantes da segunda prova e tem tempo para sanar eventuais dúvidas, ganha conhecimento e eleva a autoconfiança” diz Richard Crivelari, idealizador do BoraFacul.

Segundo Marcos Magri, professor e autor do livro "A Redação no ENEM", com o curto tempo restante, mais importante do que aprender coisas novas é praticar aquilo que já foi aprendido. Isso trará confiança para a prova. E como o Enem mantém um padrão no estilo das questões, tanto em termos de formato, quanto em conteúdo, praticar questões anteriores é fundamental.

Para saber mais sobre o BoraFacul, acesse: www.borafacul.com.br

Postado em 07 de Novembro, às 16:35 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Mais de 600 mil alunos da rede estadual devem renovar a matrícula

Foi iniciada nesta semana e segue até o dia 30 de novembro a renovação da matrícula para os estudantes matriculados e com frequência regular das escolas da rede estadual de ensino. A previsão é de que, aproximadamente, 620 mil alunos efetuem o procedimento até o final do prazo, tornando-se aptos a cursarem o ano letivo 2018.
 
Realizado pela internet, no Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), ou presencialmente, nas unidades escolares pertencentes à rede estadual, o processo é simples, mas requer cuidados. “É preciso que os alunos e os pais estejam atentos se há algum débito de documentação, pois essa falta pode custar a matrícula para o próximo ano”, alerta a diretora de Atendimento da Rede Escolar da Secretaria da Educação do Estado, Eliana Carvalho.

 Presencialmente, a metodologia prevê o recolhimento da carta de renovação, pelo aluno, na secretaria do colégio em que estuda, ao tempo em que é sinalizado o desejo de permanecer, ou não, na unidade. Feito isso, basta devolver o documento assinado para a escola. A renovação via ambiente virtual requer a apresentação de um código, presente nesta mesma carta de renovação, que garantirá o acesso à área para a matrícula.
 
“No caso de estudantes menores de idade, os pais devem liderar o processo”, explica o professor Fernando Lima, vice-diretor do Colégio Estadual Mestre Paulo dos Anjos, uma das unidades que já iniciaram a renovação, situado no Bairro da Paz, em Salvador. Aluno do mesmo colégio, o estudante do segundo ano Anderson Lima, 18, efetuou o procedimento já no segundo dia, para garantir uma vaga na escola de que tanto gosta.
 
Cronograma

 Ainda em novembro, nos dias 13 e 14, será realizada a pré-matrícula para o público alvo da Educação Especial, ou seja, estudantes com necessidade educacional especial (com deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação), com ou sem diagnóstico comprovado, que não concluíram o ano letivo 2017 nas escolas estaduais e desejem ingressar ou regressar à rede estadual de ensino no ano letivo de 2018. Esta pré-matrícula acontecerá apenas pela internet, através do Portal da Educação.
 
Para a pré-matrícula, todos os campos de cadastro devem ser preenchidos, informando o tipo de deficiência que o estudante possui, se apresenta transtorno global do desenvolvimento ou altas habilidades/superdotação. O estudante inscrito na pré-matrícula da Educação Especial terá sua matrícula efetivada, somente após a entrega da documentação (versão original do histórico escolar, original e cópia da carteira de identidade ou certidão de registro civil e original e cópia, com data recente, do comprovante de residência) na unidade escolar que for indicada no cadastro pelo Núcleo Territorial de Educação (NTE), nos dias 25, 26 e 29 de janeiro de 2018.
 
A matrícula para os alunos novos ou para os alunos da rede que irão mudar de escola acontece em janeiro de 2018.

Postado em 07 de Novembro, às 16:11 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Secretaria da Educação e UNDIME lançam oficialmente o Pnaic Bahia 2017

Nesta terça-feira (07) acontece o lançamento oficial do Pnaic Bahia 2017 no Instituto Anísio Teixeira em Salvador com transmissão ao vivo pelo site da Undime Bahia. >>>>> Confira

A mesa de abertura está formada pela Professora Doutora, Eleni Alves, Coordenadora da Cope, Williams Panfile Brandão, Presidente da Undime, Andreia Barbosa, da UFRB, instituição formadora e Edvoneide Sampaio, do Gabinete da Secretaria da Educação do Estado.

Para a Professora Eleni, em sua fala inicial, o desafio de recomeçar é algo que aflige, mas que precisa ser feito. “Nós sabemos que nosso desafio aumenta, por isso, nós buscamos fortalecer nossas parcerias e neste momento agradecemos a parceria de todos, desde as instituições, até os profissionais que trabalham na ponta, com os alunos e alunas nas salas de aula”.

“A Undime mais uma vez se coloca a inteira disposição da ação educativa, por entender que desta forma poderemos vislumbrar as melhoras necessárias, pois se não atacarmos a base, que é o que propõe o Pacto, continuaremos com algumas dificuldades citadas cotidianamente”, enfatiza Williams.

A representante da UFRB destacou que dá um frio na barriga, realizar uma ação formadora tão importante, porém com o apoio dos entes envolvidos, o caminhar, certamente será prazeroso e satisfatório. “Que bom poder olhar para nossos colegas e perceber que todos estamos sedentos pelo sucesso desta ação”.

“Não poderíamos lançar este programa, sem lembrar do caminhar dos envolvidos e destacar que cada um deles, trabalhou muito para que a efetivação desta atividade seja desenvolvida”, salienta Edvoneide.

Postado em 07 de Novembro, às 11:41 por Magno Bastos 0 comentários

Operação apura desvios de recursos públicos da educação

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) participa, na manhã desta terça-feira (7), da Operação Fraternos, que visa desarticular organização criminosa que desviava recursos públicos da educação das prefeituras municipais de Eunápolis (BA), Santa Cruz Cabrália (BA) e Porto Seguro (BA). A ação é realizada em parceria com a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF).
 
De acordo com as investigações, grupo de empresas, cujos donos eram integrantes de uma mesma família ou ex-funcionários, fraudavam licitações. As entidades simulavam competição entre si para vencer licitações milionárias de prefeituras baianas, revezando-se também nas vitórias dos certames. Os contratos fraudados somam cerca de R$ 200 milhões.
 
Os recursos são oriundos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (Pnate), do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e de convênios diversos para execução de obras.
 
Em um dos casos investigados, constatou-se que uma das empresas do esquema tinha como sócio ex-funcionário de outra empresa do grupo criminoso, que teria investido R$ 500 mil reais na integralização do capital. Após apuração, foi descoberto, no entanto, que a renda mensal do ex-funcionário na época era de apenas R$ 800,00.
 
Os investigados deverão responder pelos crimes de organização criminosa, fraude em licitação, corrupção ativa e passiva e lavagem de capitais.  De acordo com a operação, houve o envolvimento dos prefeitos de Eunápolis, Santa Cruz Cabrália e Porto Seguro, todos integrantes de uma mesma família, que foram afastados dos cargos por decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.
 
Estão sendo cumpridos 42 mandados de busca e apreensão, 21 de prisão temporária e 18 de condução coercitiva. As ações estão sendo executadas em cidades nos estados da Bahia, São Paulo e Minas Gerais, com a participação de cerca de 250 policiais federais e 25 auditores da CGU.
 
 Assessoria de Comunicação Social
(61) 2020-6740 / 2020-6850 / 2020-7271

Postado em 07 de Novembro, às 10:28 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Presidente da Undime participa do lançamento oficial do Pnaic Bahia 2017

Nesta terça-feira, o Dirigente Municipal de Educação de Elísio Medrado e Presidente da Undime Bahia, Williams Panfile Brandão, participa do lançamento oficial do Pacto Bahia 2017 que acontece na manhã desta terça-feira (07) no IAT.

O Pacto com Municípios pela Alfabetização é uma parceria do Governo do Estado em regime de colaboração com a Undime que representa os Dirigentes Municipais de Educação, para melhorar a educação básica nas escolas públicas estaduais e municipais da Bahia.

O principal objetivo desse programa é promover a alfabetização de todas as crianças até os oito anos de idade, correspondendo a educação infantil, 1º, 2º e 3º ano do ensino fundamental e o Novo Mais Educação.

Postado em 07 de Novembro, às 08:22 por Magno Bastos 0 comentários

Jovens investem em formação para driblar a crise, aponta pesquisa.

Se o mercado de trabalho está acirrado para todos os brasileiros, para os jovens o desafio é ainda maior – dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), demonstram que mesmo com a leve queda no segundo semestre de 2017, a faixa etária de 18 a 24 anos ainda representa a parcela mais atingida pelo desemprego: atualmente, 27,3% desses trabalhadores encontram-se desocupados. Num momento no qual as empresas priorizam a mão de obra qualificada, a estratégia para vencer a falta de experiência profissional e conseguir uma vaga tem sido investir em capacitação, especialmente em cursos de especialização e idiomas. 

É o que revela um estudo realizado pela Companhia de Estágios – consultoria e assessoria especializada em programas de estágio e trainee, que ouviu 2.193 estudantes de todas as regiões do Brasil. De acordo com seu levantamento, mais de 46% dos entrevistados apostaram no aprendizado de uma língua estrangeira ou em especializações para aumentar sua competitividade nos processos seletivos. E, segundo o estudo, tais medidas não só ajudaram a melhorar a empregabilidade e remuneração desses jovens trabalhadores, como também a sua percepção diante da crise do emprego.

Aposta para driblar a concorrência

Não é novidade que um bom currículo abre muitas portas – ainda mais para os jovens que, diante da falta de histórico profissional precisam demonstrar diferenciais na disputa por uma vaga. Contudo, atualmente, não é só a baixa oferta no mercado celetista que tem motivado os menos experientes a apostarem na qualificação – os próprios programas de estágio, voltados exclusivamente para estudantes, também apresentam alta concorrência entre os candidatos. Dados da Companhia de Estágios apontam que, somente no primeiro semestre desse ano, o número de inscritos foi 9% maior em comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com Tiago Mavichian, diretor da recrutadora, essa procura tem, por consequência, elevado a relevância do currículo nos processos seletivos “Com processos beirando 10 mil candidatos, a análise do currículo é uma etapa fundamental para agilizar o trabalho dos recrutadores. E como o nível de exigência está alto, é natural que, num primeiro momento, os candidatos mais qualificados se destaquem e sigam para as etapas seguintes”.
Segundo dados da própria recrutadora, os jovens têm despertado para essa importância: de acordo com sua pesquisa que ouviu 2.193 estudantes de todas as regiões do país, quase 60% dos jovens apostou nos estudos no último ano para ampliar as chances na carreira: 25,7% optaram por cursos complementares na própria área de formação, 21,3% preferiram cursos de idiomas, seguido de 11,6% que apostaram em cursos de informática e, por fim, 1% que decidiu iniciar um MBA ou pós-graduação.

Empregabilidade e remuneração

Dentre os cursos complementares, as especializações (na área de formação) e o aprendizado de uma língua estrangeira são os que mais se destacaram quanto à empregabilidade. A taxa de candidatos estagiando é 4% maior entre aqueles que apostaram na especialização e 7% maior entre aqueles que aprenderam um segundo idioma (em comparação com aqueles que não fizeram qualquer investimento na carreira).

Essas qualificações também pesam nos rendimentos – dentre os participantes que estão estagiando, a bolsa auxílio é maior para aqueles que fortaleceram o currículo. De acordo com a pesquisa, 54% dos que fizeram cursos complementares na sua área de formação recebem bolsa acima dos 1.200 reais – desses, 16% ganham mais de R$ 1.500,00.
Já para os que preferiram apostar em cursos de idiomas, a remuneração é ainda atraente – 73,8% recebem bolsa auxílio acima dos 1.200 reais, desse total, mais de 18% ganham mais de R$ 1.500,00. O contraste é ainda maior se comparado com a remuneração daqueles que, embora estejam estagiando, não fizeram qualquer tipo de investimento recente na carreira: a bolsa auxílio de 61% desses candidatos é de apenas um salário mínimo.

Candidatos capacitados são mais otimistas

Outro ponto relevante é que um currículo mais fortalecido também impacta a percepção desse público a respeito da crise brasileira – enquanto 26% dos jovens que não fizeram nenhuma especialização no último ano se sentem pessimistas/indiferentes quanto aos problemas enfrentados pelo país, essa taxa cai para 22% quando o entrevistado fez algum investimento no currículo. Tratando, especificamente dos otimistas, a taxa de positivismo é, em média, 4% maior entre aqueles que se especializaram. Além disso, enquanto um terço dos candidatos sem capacitação recente alega que o nível elevado de exigência e competividade dos processos seletivos é o pior efeito da crise, essa preocupação é 4,5% menor entre os mais preparados.

Para Mavichian, a autoconfiança não é a única justificativa para esse comportamento “Embora a capacitação ajude o estudante a se sentir melhor preparado e mais seguro para enfrentar o mercado de trabalho, o estudo também amplia sua percepção em relação ao seu papel na sociedade. Boa parte dos valores que as empresas buscam para superar períodos de crise são características próprias dos jovens: criatividade, engajamento, agilidade... contudo, esse potencial precisa ser despertado e, muitas vezes, lapidado através, justamente, do aprendizado“.

Postado em 06 de Novembro, às 16:54 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Secretaria da Educação do Estado inicia a renovação da matrícula

A renovação da matrícula, para o ano letivo de 2018, dos estudantes que estão matriculados e com frequência regular nas escolas da rede estadual de ensino, teve início nesta segunda-feira (6), em todo o Estado. O processo, que segue até o dia 30, é realizado pela internet, por meio do Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br), ou diretamente na unidade escolar onde o aluno está concluindo o ano letivo de 2017.
 
Para a renovação, o estudante deverá recolher a carta de renovação na secretaria da escola onde estuda, sinalizar a intenção ou não de permanecer na unidade escolar onde está matriculado e devolver o documento para a escola. No caso de menores de 16 anos, é necessário que os pais ou responsáveis sinalizem a permanência ou não do aluno na escola e assinem o documento para a devolução. A outra opção é o estudante ou responsáveis (no caso de menos de 16 anos) utilizarem o código disponível na carta para acessar o sistema e renovar a matrícula pela internet.
 
No Colégio Estadual Mestre Paulo dos Anjos, no Bairro da Paz, pais de alunos de menores de 16 anos se mostravam ansiosos por garantir a vaga de seus filhos para o ano letivo em 2018 na mesma unidade escolar. “Não gosto de deixar nada para a última hora, quis vir logo para ficar tranquila. E como eu e o pai acompanhamos sempre a vida escolar de nossa filha, na renovação da matrícula não seria diferente. Estamos aqui contribuindo com tudo que for importante para o crescimento dela”, afirma Daniela Maria Jesus. A filha, Caroline de Jesus Silva, 16, também fala sobre o assunto: “É uma preocupação a menos, por isso a gente quis fazer logo a minha renovação. Ano que vem estarei no 2º ano do Ensino Médio e isto é gratificante para mim e toda a minha família”.
 
Vancleide Matos, ex-aluna do Colégio Estadual Bolivar Santana, na Paralela, e mãe da estudante Brenda Vitória Cerqueira, 13, 7º ano, também chegou cedo na unidade escolar. “Tenho sempre a preocupação de garantir a vaga da minha filha neste colégio, que é onde eu e minhas irmãs estudaram e sei que tem um bom ensino”. Brenda, que estava acompanhada da mãe para fazer a renovação, também comenta: “Eu fico mais aliviada em fazer logo a renovação porque terei a certeza de que a minha vaga está garantida para 2018”.
 
O vice-diretor do Paulo dos Anjos, Fernando Lima, faz um chamamento aos estudantes e pais de alunos: “É importante que todos adiantem o processo de renovação da matrícula porque, quanto mais rápido o fizermos, mais cedo saberemos o quantitativo de alunos da casa permanecerão e, assim, saberemos quantas vagas serão disponibilizadas para os que desejam ingressar no nosso colégio”.
 
Vaga garantida – O coordenador da matrícula da Secretaria da Educação do Estado, Marcus Machado, fala sobre a importância do processo de renovação da matrícula. “A renovação é que vai garantir a vaga do aluno na mesma escola e no mesmo turno em que cursou em 2017. O estudante que não renovar a sua matrícula, não terá a vaga garantida na mesma unidade escolar e no mesmo turno para o ano seguinte, porém, de posse da carta que ele já recebeu da escola, utilizando o código contido no documento, ele poderá fazer a matrícula no dia 16 de janeiro, que é a data destinada à transferência dos alunos da rede estadual. Portanto, a renovação é importante porque se trata do momento em que a escola vai identificar o interesse do estudante em permanecer naquela unidade em que está matriculado”, destacou.
 
Educação Especial – Pela primeira vez, a Secretaria da Educação irá realizar pré-matrícula para o público alvo da Educação Especial, ou seja, estudantes com necessidade educacional especial (com deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação), com ou sem diagnóstico comprovado, que não concluíram o ano letivo 2017 nas escolas estaduais e desejem ingressar ou regressar à rede estadual de ensino no ano letivo de 2018. Esta pré-matrícula, agendada para os dias 13 e 14/11, acontecerá apenas pela internet, através do Portal da Educação.
 
Para a pré-matrícula, todos os campos de cadastro devem ser preenchidos, informando o tipo de deficiência que o estudante possui, se apresenta transtorno global do desenvolvimento ou altas habilidades/superdotação. O estudante inscrito na pré-matrícula da Educação Especial terá a sua matrícula efetivada somente após a entrega da documentação (original do histórico escolar, original e cópia da carteira de identidade ou certidão de registro civil e original e cópia, com data recente, do comprovante de residência) na unidade escolar que for indicada no cadastro pelo Núcleo Territorial de Educação (NTE), nos dias 25, 26 e 29 de janeiro de 2018.
 
A matrícula para os alunos novos ou para os alunos da rede que irão mudar de escola acontecerá em janeiro de 2018.

 
Acesse mais fotos relacionadas a esta matéria:
https://www.flickr.com/photos/todospelaescola/albums

- ASCOM
Secretaria da Educação do Estado da Bahia
Tel: (71) 3115 - 8954/9026
www.educacao.ba.gov.br

Postado em 06 de Novembro, às 16:37 por Cristóvão Guimarães 0 comentários

Próximo







Enquetes


Categorias

Áudios Cidades Colunas Educação Entretenimento Esportes PodCast Polícia Política Publicidade Riviera Amargosa Saúde Tempo

Rede Criativa

Mídia Notícias Rádio Hoje Brasil Repórter Hoje

Cidades

Amargosa Brejões Elísio Medrado Itatim Laje Recôncavo Salvador Santo Antonio de Jesus São Miguel das Matas Vale do Jiquiriçá Varzedo
Anunciar | Você Repórter | Termos de Uso | Contato | Expediente
©Copyright - Criativa On Line - Rede Criativa de Comunicação
A Força da Comunicação na Internet! 21/11/2017 06:03